Em coletiva no CTCC, André fala sobre rodada decisiva no G6: “time que quer ser campeão não escolhe adversário”

Compartilhe

O volante André falou sobre a 22ª rodada, decisiva para os times hoje G6 no Brasileirão. O Fluminense, em terceiro, enfrenta o Inter, sexto, em Porto Alegre. Enquanto o vice-líder Corinthians recebe o líder Palmeiras e o Flamengo, quarto, duela contra o Athletico Paranaense, em quinto.

Questionado sobre a rodada decisiva, André classificou o confronto contra o Colorado como importante. Mas avisou que “time que quer ser campeão não escolhe adversário”.

“Um pouco (mais importante). Mas time que quer ser campeão não escolhe adversário. Toda rodada tem que pontuar. Palmeiras abriu gordura, é o time que menos oscila. Como perdemos dois pontos para o São Paulo e Santos, agora aumentou ainda mais a nossa responsabilidade. Não podemos errar. Seja contra times lá de cima ou lá de baixo. Temos que ganhar e de preferência sem tomar gols”, disse o camisa 7.

André falando sobre a rodada decisiva pelo Brasileirão
Aos 20 anos, volante é um dos pilares do Fluminense em 2022 (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC)

Depois de cumprir suspensão contra o Cuiabá pelo terceiro cartão amarelo, o terceiro jogador com mais minutos em campo na temporada deve voltar ao time. Para a próxima, no entanto, o Flu não vai ter a presença de Nonato. Para contar com o volante, emprestado pelo Inter, o Tricolor precisaria desembolsar R$ 500 mil reais. Felipe Melo e Martinelli disputam a vaga. Para André, os dois tem caracteristicas diferentes, mas estão prontos para a decisiva rodada.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

“Não sei quem entra, mas tomara que eu jogue (risos). Nosso time tem um elenco muito forte, todos tem capacidade de ser titular. O que muda do Martinelli pro Felipe é o estilo de jogo. Felipe tem bola longa, poder de marcação e liderança. Martinelli sai mais pro jogo, mais versátil. Dois jogadores de extrema qualidade e que estão prontas para entrar na vaga do Nonato”, completou.

Para rodada decisiva, Fluminense vai contar com o retorno de seu melhor passador

Contra o Cuiabá, por exemplo, Fernando Diniz escalou Felipe Melo na vaga de André. Embora seja um jogador mais  experiente, o time sentiu falta do dinamismo do camisa 7 no meio-campo.

O ‘cria de Xerém’ tem a segunda melhor média de passes certos no Brasileirão, de acordo com dados do SofaScore. Com 60,2 por jogo, fica atrás só do zagueiro paraguaio Junior Alonso, do Atlético-MG. Quando perguntado sobre o assunto, o volante contou o segredo.

“É muito treinamento. Às vezes a gente deixa de fazer umas coisas simples, mas nós fazemos todo dia treino de passe e domínio. Sou um dos jogadores que dá mais passes verticais. Nosso time joga com a posse de bola, isso acaba ficando mais fácil, nosso time tem muita aproximação, jogo apoiado. Fica mais fácil. Mesmo na hora do passe curto sobra alguém para a bola longa. Estamos sempre próximos e isso facilita”, revelou o volante.

André em campo contra o Flamengo
André tem dois gols e duas assistências em 41 jogos no ano (Foto: Mailson Santana / Fluminense FC)

André também destacou os bons números. O volante lidera no Flu em dribles certos e em interceptações, além de aparecer em segundo na média de desarmes do Tricolor no Brasileirão 2022.

“Nossa maior responsabilidade do meio para trás é ajudar a equipe a não tomar gols. Defender bem e de preferência, ainda mais com o Diniz, sair com facilidade lá de trás e entregar a bola limpa pro pessoal da frente. Na hora que der, fazer os gols para ajudar Cano e Arias. Manoel fez alguns gols ultimamente, eu fiz contra o São Paulo. Hoje nossa maior responsabilidade é dar segurança para o time. Sobre o meu papel tento ajudar o máximo a equipe. correr muito, tentar desarmar e interceptar. Espero ter ajudado nos últimos jogos e mais ainda nos próximos”

Outras respostas de André durante a coletiva

Durante a coletiva, André também tocou em outros assuntos. O jogador comentou sobre outros assuntos como, por exemplo, a posição em que era escalado por Abel Braga, sobre o técnico Fernando Diniz e falou novamente sobre jogar no futebol europeu.

Posição com Abel

“O Abel tentou implantar um esquema diferente no início do ano, não sei se meu rendimento caiu (como segundo volante). Mas acho que o estilo do Abel deu certo porque fomos campeões. Linha de cinco e dois volantes. Naturalmente os dois volantes ficam muito soltos nesse esquema. Seja para fazer a pressão ou jogar. Creio que não tenha sido uma queda de rendimento, mas sim um esquema diferente. O Felipe Melo me ajuda bastante, converso com ele todos os dias, jogo videogame todo dia com ele. É um cara que tenho bastante intimidade”

Fernando Diniz

“Diniz é um cara muito especial, de fora da pra ver isso um pouco. Tem uma mentalidade muito vencedora. Extracampo é muito amigo, incentiva muito. Extrai o melhor do jogador e tem mentalidade vitoriosa. Com alguns jogadores vitoriosos que chegaram o grupo entendeu bem o que ele queria. Sequência muito boa e temos tudo para continuar assim”

Europa

“Estou muito feliz aqui. isso é o mais importante. Muito feliz de estar com meus companheiros. O que falei nas minhas primeiras coletivas, isso não procuro me envolver muito. O que vem de fora. Sei que é normal ter sondagens por todos que sobem da base. Não só aqui no Fluminense. Estou muito focado no Fluminense, temos dois objetivos difíceis na Copa do Brasil e no Brasileiro. No final do ano ninguém sabe o que vai acontecer, nem sei se estarei vivo. Pensar no dia a dia e conquistar esses objetivos”

ST


Compartilhe

Lucas Meireles

Jornalista formado pela UFRRJ, apaixonado por esportes e pelas boas histórias.

323 thoughts on “Em coletiva no CTCC, André fala sobre rodada decisiva no G6: “time que quer ser campeão não escolhe adversário”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.