Vale Express, Dry World e Matte Vitton – presidente responde como andam as ações

Compartilhe

Três dos últimos patrocinadores do Flu – um deles sendo o fornecedor de material esportivo – são alvos de ações judiciais por dívidas deixadas com o Fluminense, no encerramento ou no rompimento da parceria: Vale Express, Dry World e Matte Vitton. Ontem, em entrevista coletiva, Mário Bittencourt respondeu como andam as ações e aproveitou para destacar que hoje o clube tem um comitê de compliance, que usa de uma série de critérios e procedimentos para que uma empresa fechar parceria com o Flu e, com isso, minimizar os riscos de inadimplementos e problemas de fornecimento e afins. Confira:

– As ações seguem em curso. A gente tentando receber, mas ainda sem êxito. Uma coisa é você ganhar o processo, outra coisa é você receber. A empresa que está sendo acionada tem que ter capacidade de pagamento. Se ela não tiver, a gente não consegue receber. Estamos lutando nesses processos, mas ainda não recebemos valores. É justamente por isso que criamos nosso comitê de compliance. Especialmente quando negociamos patrocínios, quando trazemos marcas para o clube. Porque os inadimplementos eram muito grandes. É muito criterioso hoje para que uma empresa possa colocar uma marca na nossa camisa. Temos sido muito criteriosos na entrada, para não virar um processo futuro.

ST

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram


Compartilhe

One thought on “Vale Express, Dry World e Matte Vitton – presidente responde como andam as ações

  • 19/06/2021 em 17:47
    Permalink

    Respondeu maomeno, né… Ele tá dizendo que saiu sentença desses processos e as empresas não pagaram? Não vi nada de sentença na justiça do Canadá, por exemplo

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.