Pouca mídia e muito futebol – como Luccas Claro conquistou a confiança da torcida tricolor

Compartilhe

Jogador de futebol nos dias de hoje pode ser facilmente reconhecido por cortes de cabelo extravagantes, tatuagens mil espalhadas pelo corpo, roupas coloridas e chamativas e, dentro de campo, muitos optam por chuteiras coloridas e “gritantes”. Bom, quase todos. No caso do zagueiro Luccas Claro, a descrição fora de campo pode ser tida como uma de suas marcas registradas. Não se vê o zagueiro usar de nenhuma das práticas citadas acima. Seu visual, no entanto, lembra um personagem dos filmes de ação, que já lhe rendeu um apelido dentre os tricolores: Blade Tricolor (personagem vivido por Wesley Snipes no final dos anos 90, e que agora foi revivido por Mahershala Ali)

Mas a tarefa de conquistar a torcida não foi fácil. Luccas Claro chegou ao Flu em setembro de 2019, com a missão de reforçar o elenco, no momento em que o time ainda flertava com a zona maldita. . Depois de deixar o Coritiba, em 2016, o zagueiro teve uma passagem de três temporadas pela Turquia, atuando como titular no Gençlerbirligi. Sofreu o rebaixamento de divisão no campeonato local mas, no ano seguinte, ajudou o time a voltar para a primeira divisão. Foram 74 jogos disputados por lá. E chegava sob os olhares, no mínimo, desconfiados da galera tricolor.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Isso por dois motivos: o zagueiro não atuava desde maio daquele ano, ou seja, estava há quatro meses sem jogar uma partida oficial, e a crítica do Guilherme Moreira, setorista do GE, para o Coritba, apontava algumas características preocupantes: “Em sua passagem no Alto da Glória, Claro demonstrou dificuldades com a bola no pé e seria um problema para o antigo treinador, Fernando Diniz, na saída de bola. Com Oswaldo pode ter espaço por não gostar de inventar e sempre tentar tirar a bola do perigo. Outro problema é seu tempo de bola, que acaba atrapalhando no confronto 1×1” – disse o jornalista, em matéria publicada pelo GE na ocasião.

No entanto, Luccas Claro estreou bem com a camisa tricolor. Foi no empate por 1 a 1 com o Avaí, fora de casa – entrou na vaga de Digão, que estava suspenso naquele jogo. Apesar do bom jogo, no lance que originou o pênalti – que por sua vez originou o empate – o zagueiro não conseguiu dividir a bola com o atacante, e o lance seguiu até Nino cometer a infração. Ele comentou sua atuação e reconheceu a falta de ritmo: Estou há muito tempo sem jogar, senti um pouco a falta de ritmo. Mas, todos me ajudaram muito em campo. Muito feliz pela estreia, mas triste pelo resultado final – disse ele. Em 2019 o atleta foi relacionado para 15 partidas e disputou apenas duas delas, sem nenhum gol marcado.

Mas foi em 2020 que o zagueiro começou a mostrar seu valor. Logo no início do ano, ele passou a ter mais oportunidades e foi ganhando, jogo a jogo, minuto a minuto, a vaga de titular da equipe e, de quebra, a confiança da galera. Ao contrário daquilo que foi dito sobre suas características, o Luccas se mostrou muito forte no jogo 1 x 1 e muita velocidade na hora de conter os ataques adversários. Os números dele, levantados pelo SofaScore impressionam:

E além de ajudar a garantir a paz no sistema defensivo, o zagueiro ainda vive seus momentos de artilheiro. No início do ano, ele abriu o placar e marcou o gol que desempatou o confronto contra o Bangu, dando início à goleada por 5 x 1. Depois, deixou o dele contra o Flamengo –  no momento em que o rival ganhava por 3 a 0 – e incendiou o time, que chegou a marcar mais três vezes, tendo somente um dos gols validado pela arbitragem. Na sequência, foi dele o gol que empatou o jogo contra o Atlético-GO, pela Copa do Brasil – na derrota por 3 x 1, que resultou na eliminação do Flu – e diante do Santos, quando anotou o primeiro e abriu o caminho para a boa vitória por 3 x 1, que acabou garantindo o Flu no G4.

E a torcida, que outrora torceu o nariz pela sua contratação, hoje comemora a sua renovação. Exatamente no dia que completou um ano de clube, dia 18 de setembro, o camisa 4 estendeu seu contrato até dezembro de 2022 – seu antigo vínculo se encerrava no fim de 2020 – e a notícia foi celebrada nas redes sociais:

– Estou muito feliz! Legal que coincidentemente renovo o contrato exatamente no dia que estou completando um ano de casa. Realmente é um momento muito bom, muito importante na minha carreira, e espero conquistar muito mais com Fluminense, além eu tenho feito até aqui. Vou melhorar a cada dia e acredito que o clube tem muitas coisas ainda a conquistar. Estou muito feliz e vou continuar trabalhando, cada vez mais, para deixar meu nome na história do clube – disse Luccas Claro.

Hoje, com muito mais futebol do que mídia, o zagueiro é titular absoluto na zaga tricolor. E essa titularidade ecoa nas arquibancadas tricolores.

ST

 

 

 

 

 

 


Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.