Robinho, atacante tricolor, é anunciado por empréstimo por clube de Bangladesh

Compartilhe

O Jogador do Fluminense, Robinho, foi anunciado pelo Bashundhara Kings em suas redes sociais nesta quarta-feira (5). O clube de Bangladesh contratou o atacante por empréstimo.

– O Brasil, conhecido como a casa das estrelas do futebol, nos envia outra joia. Robson Azevedo da Silva Robinho, @robinho95_, é a mais recente contratação do Bashundhara Kings. Chegamos a um acordo com o tradicional Fluminense para um contrato de empréstimo por uma temporada – disse o clube em um publicação.

Este é o quinto empréstimo de Robinho desde que chegou às Laranjeiras. O clube não será responsável pelo salário do jogador, mas continuará com 30% dos direitos econômicos do atleta após o fim do contrato.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

O clube asiático ainda terá a opção de compra, o que é visto com bons olhos pelo Flu como uma forma de se “ressarcir” pelos altos custos que teve com o atacante. O jogador foi contratado em 2017 por 2 milhões de euros (cerca de R$ 7,4 milhões), e seus direitos econômicos estão divididos entre o Tricolor, que tem 55%, e o Atibaia-SP, onde foi revelado.

O Fluminense já possui um acordo com o Atibaia-SP, que abrirá as portas para o atacante ao fim do contrato com o Tricolor, caso Robinho não seja contratado em definitivo após o empréstimo. Se isto acontecer o Flu permanece com 30% dos direitos econômicos, podendo assim ter um retorno financeiro no futuro

O diretor executivo de futebol tricolor, Paulo Angioni, foi o convidado do podcast do GE Fluminense da última semana e a explicou a situação de Robinho.

– Eu não estava aqui quando foi contratado. Apareceu muito bem no mercado pelo Figueirense. Veio contratado. E não foi uma contratação barata. Foi uma contratação bem cara. E quando o jogador é caro, ele é caro também no salário. E pela resposta dada, ficou mais caro ainda. Então a gente vem emprestando, é normal no futebol… E em todos aqueles clubes que ele foi emprestado, o Fluminense sempre arcou com parte do salário – contou Angioni.

– Chegou o momento em que o Fluminense entendeu que não tinha mais como arcar com o salário. Então surge essa proposta de um time de Bangladesh. Ele está emprestado ao Água Santa, está retornando, também nesse processo de estender mais um pouco o contrato para que terminasse a competição… Ele está voltando e está sendo emprestado para (esse clube de) Bangladesh. Pela primeira vez o clube que o pretende vai pagar o salário integral – acrescentou.

– Com certeza, nesse período, se ele der certo lá, o Fluminense conseguirá se ressarcir dos custos com a venda… Se acontecer. Deus queira que aconteça, para o bem do Fluminense e do atleta… Seguir a vida dele. Caso não aconteça, o Fluminense vai abrir mão dos direitos federativos do jogador. Até porque não tem como renovar e o Fluminense não tem como diminuir o salário, porque a lei não permite. A gente vai abrir mão. O Fluminense, hoje, tem 50% de direitos econômicos. Quando ele foi adquirido, foi adquirido apenas 50% dos direitos econômicos – explicou Angioni.

FONTE: GE

ST

 

 

 

 


Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *