Marcelo Souto fala sobre voto online: “Já poderia ter tido em diversos momentos”

Compartilhe

Em entrevista dada para o YouTube do Saudações Tricolores na tarde dessa quarta-feira (23), o candidato à presidência do Fluminense, Marcelo Souto, foi perguntado se, em seu mandato, terá a implementação do voto online. O advogado falou que sim, terá, e ainda criticou a atual gestão, falando que já poderia ser adicionado há muito tempo.

Marcelo Souto fala sobre voto online
Foto: Reprodução / Saudações Tricolores

A gente já poderia ter tido o voto online em diversos momentos da história recente em ações que eu tentei realizar. Lá em 2018, 2019 eu apresentei ao conselho deliberativo na época um requerimento da reforma do estatuto para a inclusão do voto online. Tive reunião com empresas, a que na época era responsável pela votação do Internacional, levei conselheiros, levei propostas, levei tudo para dar a informação, mas o requerimento não foi para a frente. Após isso, de fora, como torcedor e sócio, tentei levar através do movimento “Somos Todos Iguais” que nós lançamos que era reformar o estatuto do Flu em quatro pontos. Uma delas era a transmissão da reunião do conselho deliberativo de maneira online, pois o sócio que não mora perto de Laranjeiras e do Rio não faz ideia do que ocorre dentro dela. Então a ideia é divulgar no site as datas e as reuniões para que os sócios sejam mais ativos. Além disso, um dos pontos principais que ia culminar seria a implementação do voto online, novamente reformando o estatuto a partir de uma sessão extraordinária buscando justamente isso. Então eu próprio já tentei durante dois momentos a implementação e não consegui o êxito. A questão do voto online é ser um direito do sócio em 2022. É uma loucura o sócio de fora do Rio de Janeiro, região metropolitana ou que tenha algum problema que te obrigue a ficar em casa não poder votar online. Temos que tratar melhor o sócio do Fluminense.

Além de falar sobre isso, Marcelo também criticou a atual gestão do Flu, gerida por Mário Bittencourt, falando que ele não cumpriu com sua promessa de eleição. Mário, em sua campanha com a chapa junto de Celso Barros, se mostrou favorável ao voto online, mas não colocou em prática em sua gestão.

Temos que debater a questão do atual presidente não ter implementado o voto online que ele tinha se comprometido, que alegou não poder devido ao estatuto. Só que ele já poderia ter começado a reforma do estatuto nessa gestão, para o voto online fosse adicionado já na próxima eleição. Porque de acordo com o artigo 15 do estatuto do Fluminense, essas mudanças eleitorais precisam ser adotadas já na próxima legislatura. Então, assim, é um artigo que teremos que nos debruçar e resolver já na reforma dele. E não é só esse artigo que precisamos mudar, tem vários outros que precisam de correção para que a gente pode realizar a tão sonhada implementação do voto online. E ele não seria apenas para eleger o presidente, mas para tudo que norteia a política e tomada de decisão do clube.

As eleições ocorrerão no próximo sábado (26). Marcelo Souto terá como concorrentes ao cargo de presidente Rafael Rolim e Mário Bittencourt.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

ST

Compartilhe

One thought on “Marcelo Souto fala sobre voto online: “Já poderia ter tido em diversos momentos”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *