Luiza Travassos fala sobre sua primeira convocação para a Seleção Feminina Sub-20

Compartilhe

O período de treinamento da Seleção Feminina Sub-20 terminou hoje. As 23 atletas selecionadas por Jonas Urias estavam reunidas em Pinheiral (RJ) para mais um ciclo de aperfeiçoamento e renovação da categoria. Visando o desenvolvimento do elenco, o treinador chamou nomes frequentes e outros estreantes. Dentre eles, quatro jogadoras da base tricolor: a goleira Ravena, que foi cortada de última hora por conta de uma fratura sofrida no dedo da mão, a zagueira Tarciane e as meias Luany e Luiza Travassos.

Foto: Adriano Fontes/CBF

Para Luiza, vestir a camisa da Seleção não é novidade, mas foi a primeira vez que a atleta foi chamada para integrar a equipe sub-20. Em entrevista à CBF, a meia de 17 anos falou sobre a “estreia”:

“Estar na Seleção Feminina Sub-20 é a realização de um sonho. É incrível poder vestir essa camisa e representar o meu país. Esse é o sonho de qualquer pessoa que joga futebol, e é algo que, quando você sente e percebe o ambiente no qual está, quer viver cada vez mais. Eu já tinha tido convocações para a Seleção Sub-17, mas chegar agora à Sub-20 é fruto de muito trabalho, e resultado de uma evolução a qual já vinha sendo construída. É muito bom estar aqui”

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Falou, ainda, sobre a importância do trabalho realizado nas categorias de base para que pudesse alcançar esse objetivo:

“Desde que eu comecei a jogar futebol, chegar na Seleção sempre foi um sonho, sonho esse que parecia distante, mas, quando veio minha primeira convocação, ficou cada vez mais próximo poder vestir essa camisa. Essa evolução é a importância da base, porque foi onde comecei a me dedicar, treinar e aprender com meus treinadores. Foi assim que eu pude evoluir cada vez mais, em físico, também em aspectos tanto técnicos quanto táticos, em entendimento de jogo. Esse trabalho de base foi fundamental para eu estar aqui hoje, também me desenvolvendo como profissional, e vestindo a camisa do Fluminense”

Por fim, a camisa 8 tricolor comentou sobre a conquista do Campeonato Brasileiro Feminino Sub-18 de 2020:

“O título do Brasileiro Sub-18 foi muito importante. É engraçado porque foi o meu primeiro título desde os torneios de escolinha, eu me incomodava por nunca ter ganho algo, por conta da competitividade. Mas esse resultado também é fruto do trabalho de base que vem acontecendo há muito tempo. É muita dedicação, a qual é somada à evolução do grupo como um todo, porque o time do Fluminense é o mesmo da outra edição, claro que com algumas mudanças, mas na anterior jogamos com um time mais novo e agora podemos ver a nossa evolução e o quanto crescemos como um time. Esse título significa uma coroação de todo esse trabalho e foi uma experiência inesquecível. É incrível fazer parte disso”,

 


Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *