Ranking de Sócios no Rio: Em tempos de pandemia, Flu cresce mas ainda está em último lugar

Compartilhe

Há algum tempo, os clubes cariocas já enxergam a importância do sócio-torcedor. Atualmente, é uma das fontes de receitas que mais geram benefícios para o time e para os próprios fans. Enquanto os outros dois maiores rivais, Flamengo e Vasco, durante os últimos meses, tiveram uma grande decadência no número de associados, o Flu apresenta uma crescente. Porém, ainda é o quarto entre os clubes cariocas. Analisamos a situação de cada um dos quatro grandes clubes do Rio de Janeiro.

VASCO

Apesar de ser o clube com maior número de sócios no Brasil de forma disparada e quinto maior no mundo, atrás apenas de Bayern de Munique (293 mil), Benfica (230 mil), Barcelona (223 mil) e Boca Juniors (206 mil), o Vasco apresenta uma queda considerável de adesões ao programa de sócio. Em 2019, a torcida abraçou o time de uma forma nunca vista antes no país e o clube chegou a ter 185.404 associados. Porém, esse número não se manteve. No dia 04 de abril, haviam 178.653 vascaínos no programa. Hoje, são 168.323 sócios de acordo com a última parcial vista (06/06) no site oficial do clube.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Contudo, o clube lançou novos planos de renovação dos programas de sócio torcedor para não perder essa fonte de renda. Até o momento dessa reportagem, 74.355 renovaram o sócio desde o dia 01/05.

FLAMENGO

O clube da Gávea segue em uma grande decadência. Ano passado, com as campanhas de sucesso no Brasileirão e na Libertadores, o clube chegou a atingir a marca de 150.000 associados. Contudo, o 2020 está sendo péssimo para o time.

No dia 20 de março, o clube constava já 120.00 sócios. No dia 07/05, os números eram de 106.069. No primeiro dia de junho, era 99.122 e agora, nos dados mais recentes do site oficial do clube, são 98.120 sócios. Desde o início da pandemia e paralisação do futebol, foram mais de 20 mil perdas no programa. Ou seja, no total, mais de 52 mil desassociações do Flamengo desde o pico máximo em 2019.

BOTAFOGO

No dia 24/02, o clube bateu a marca de 30.000 sócios, muito por conta das negociações na época com o marfinense Yaya Touré e com a chegada do japonês Keisuke Honda ao clube de General Severiano. De acordo com a última visita (06/06) ao portal de sócio do clube, consta-se 31.867 associados. O ganho não foi muito grande, porém, não houve perda.

FLUMINENSE

O Fluminense segue crescendo nesse modelo de Sócio Torcedor. O clube terminou 2019 com cerca de 23 mil associados. No dia 28 de janeiro, o presidente Mário Bittencourt, em entrevista, falou que naquele momento havia mais de 24 mil sócios. Em abril, foi divulgado pelo próprio, que a cada perda de um sócio durante a pandemia, o Flu ganhava três novos. Nesse período, de acordo com o UOL, o Flu já havia passado dos 25 mil associados.

Após o anúncio oficial de Fred no último domingo, em nota, o clube divulgou que o clube havia ganho 1.210 novas adesões em 24 horas. Isso representa mais de R$ 400 mil ao clube no final de um ano.

Conforme apurado pela nossa reportagem, atualmente, o clube tem algo em torno de 28.000 sócios-torcedores vinculados ao clube.

Frequentemente, o Fluminense vem inovando na forma de angariar novos sócios ao clube. Atualmente, os planos estão redefinidos durante a pandemia e para o tricolor se manter associado, há vários benefícios que receberá quando os jogos retornarem.

ST


Compartilhe

14 thoughts on “Ranking de Sócios no Rio: Em tempos de pandemia, Flu cresce mas ainda está em último lugar

  • 07/06/2020 em 16:08
    Permalink

    Estamos atrás do Botafogo, em quarto? Inacreditável! Cadê a torcida tricolor? Vamos nos associar, galera! Só assim conseguiremos repatriar ídolos, contratar grandes jogadores, melhorar e tornar o time mais competitivo, em condições de disputar títulos, e, consequentemente, atrair novos investidores. Saudações tricolores a todos!

    Resposta
    • 07/06/2020 em 16:45
      Permalink

      Sou tricolor, mas essa torcida é a que menos apoia! estádio vazio, poucos sócios ….
      A frase, que mais vejo em rede social é “tenho vergonha de ser tricolor” toda vez que o time, entra em crise, essa frase aparece! no Netflu(netflA) eles pegam pesado! já chegaram a chamar o Fluminense de “clube de merda” no NetFlu (netflA). foi por isso, que parei de frequentar o site Netflu (netflA). cansei de ver tricolor, apequenando o clube.
      Apenas a torcida do Fluminense, fala que tem vergonha do clube!
      O vice da lama, enfrenta crise muito pior, com três rebaixamentos nos últimos 12 anos, jejum de títulos (nunca ganhou os pontos corridos) e a torcida do vice, nunca fala que tem vergonha de ser vascaíno.
      O Foguinho, que nunca ganhou a Copa do Brasil e não ganha título nacional desde 1995 (com ajuda da arbitragem) tem mais apoio da torcida que o Fluminense! essa é a pura verdade!
      Tricolor reclama muito (do elenco, técnico, Presidente e etc) e ajuda muito pouco.

      Resposta
  • 07/06/2020 em 19:44
    Permalink

    Acho que não devemos olhar com outros olhos pois hoje podemos ver uma diretoria atuante apagando todos os incêndios e pagando as dívidas. Podemos ver uma equipe mais estruturada galgando lugares maior o resultado disso é a chegada do Fred e novos sócios mesmo nesse período de PANDEMIA.
    Salários quase todos em dia inclusive dos funcionários.
    Eu acredito em uma semeadura bem próxima mesmo com todas dificuldades que estamos passando.
    Deus abençoe a todos e que possamos sair bem mais forte após essa crise.
    Shalom

    Resposta
  • 08/06/2020 em 15:56
    Permalink

    Devem ser comparados os valores das mensalidades.
    No Botafogo, parece que era 30, ou 35, e entrava de graça nos jogos no Engenhão.
    No Vasco, esse último plano era muitoooo barato. 10, ou 15,
    Não é possível com 150 mil sócios e devendo a todos.

    Resposta
  • 07/08/2020 em 11:49
    Permalink

    Falta também o incentivo para os milhares de torcedores tricolores dos outros estados. Salvo engano, o único benefício previsto nos diversos programas de associação é o desconto nos ingressos. O departamento de marketing deveria pensar em descontos e vantagens na compra de uniformes e produtos do clube para quem não mora no Rio e é apaixonado pelo FLU. Sou sócio, moro em Salvador, pago 75,00 por mês e não tenho um único benefício, exceto o orgulho.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *