Flu sofre gol nos acréscimos e fica no 2 a 2 com o Atlético-MG pelo jogo de ida das quartas da Copa do Brasil sub-17

Compartilhe

Fluminense e Atlético-MG se enfrentaram pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil sub-17. A partida, no SESC Venda Nova, casa da equipe mineira, terminou empatada em 2 a 2. Matheus Martins e João Neto marcaram os gols do Flu.

Como o Flu foi a campo

O destaque na escalação foi a ausência de Kayky entre os 11 iniciais  O atacante foi titular em boa parte do Fla-Flu pelo sub-20 dois dias atrás. Por isso, a comissão técnica optou por poupá-lo de início.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

O jogo

Desde o apito inicial, o Fluminense deixou claro qual seria sua proposta na partida. Ter a posse e, quando perdê-la, recuperá-la o mais rápido possível. Da transmissão, foi possível  ouvir Guilherme Torres gritar da beira do gramado: “O Fluminense não dá espaço para jogar!”.

E foi o que fez equipe comandada por Guilherme Torres. Até os 30 minutos, o Flu teve a posse, ditou o ritmo da partida e conseguiu criar algumas oportunidades. No entanto, poucas foram as chances reais de gol do Flu na primeira etapa, apesar do amplo domínio. Tanto é que, incomodado, o treinador disse aos jogadores: “Não adianta ficar com a bola e não agredir.”.

Enquanto isso, apesar de não ter a bola, o Atlético-MG se defendia bem e dava trabalho às construções do Fluminense, organizadas principalmente pelo meia Arthur. E quando acionado, o goleiro Gabriel Átila fez boas defesas.

Porém, a estratégia de marcação alta e pressão pós-perda foi perdendo a intensidade conforme o tempo foi passando e a energia dos jogadores diminuindo. Dessa forma, a partir dos 30 minutos, o Atlético-MG conseguiu organizar suas primeiras investidas ofensivas. E aos 38 minutos, em jogada iniciada pela direita e com corta-luz no meio da área, a equipe mineira abriu o placar com Luiz Guilherme.

Na volta do intervalo, Guilherme Torres colocou Kayky no lugar de Gustavo Lobo. E 14 minutos foram suficientes para o, hoje, camisa 20, mostrar a qualidade. Em jogada individual pela direita foi derrubado dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Matheus Martins cobrou com extrema categoria, deslocou o goleiro atleticano e empatou a partida.

A partida seguiu equilibrada. Em alguns momentos, até mesmo antes do empate, o Atlético-MG foi ligeiramente superior. Mas assim como no primeiro tempo, quem estava melhor, sofreu o gol. No caso do Galo, foram dois.

Isso porque aos 28 minutos, João Neto recebeu passe na intermediária de ataque e de costas para a meta atleticana. Assim como em toda a partida, o camisa 9 protegeu e conseguiu girar em cima da marcação. O atacante avançou em jogada individual e acertou um lindo chute de perna esquerda, de fora da área, cruzado e no ângulo.

A partida seguiu com as equipes buscando o ataque. O Fluminense, o terceiro, inclusive teve boas chances de consegui-lo. Enquanto isso, o Atlético-MG buscava o empate. E aos 48 do segundo tempo, conseguiu. Vitor Gabriel recebeu livre dentro da área, passou por Cayo Fellipe e deu números finais a partida.

Próximo jogo

As equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo (10), em Laranjeiras, para definir a classificação para as semifinais. Com o empate, o Fluminense joga por uma vitória simples em casa e, quem passar, enfrenta o vencer de Sport e Flamengo.


Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *