Com perdas de Bacaxá, Nova Friburgo e Nova Iguaçú, Carioca tem apenas três estádios disponíveis para jogos no momento

Compartilhe

Depois de perder os estádios da cidade do Rio de Janeiro – Maracanã, São Januário, Nilton Santos, Moça Bonita, Conselheiro Galvão e Luso Brasileiro – a FERJ agora também não poderá contar com os estádios Elcyr Resende, em Bacaxá, e o Laranjão, em Nova Iguaçu, pelos próximos dias. Ambos foram proibidos de receber partidas do Carioca por conta de novas medidas restritivas em combate à Covid-19.

O decreto, publicado no dia 25/03 pela prefeitura de Saquarema, proibiu as práticas futebolísticas profissionais no município. A medida, em edição extra do Diário Oficial do Município de Saquarema começa a valer na próxima segunda (29), e termina no domingo (4). O estádio de Bacaxá receberá seu último jogo nesse domingo, entre Nova Iguaçu e Botafogo. Houve muitos questionamentos por parte do alvinegro pela preocupação com o estado do gramado, que já apresentava um aspecto ruim, por conta da sequência de jogos. O Elcyr Resende recebeu Fluminense x Volta Redonda e Corinthians x Retrô (Copa do Brasil) na sexta-feira e, neste sábado, sediou Boavista x Flamengo. Uma série de quatro partidas em três dias.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Essa decisão da prefeitura da cidade dos Região dos Lagos foi, literalmente, um “banho de água fria” na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na Federação Paulista de Futebol (FPF) e na própria FERJ, já que todas as três confederações planejavam mandar jogos na próxima semana no Elcyr Resende.

Na última sexta-feira, a Prefeitura de Nova Friburgo publicou um decreto com novas medidas visando o enfrentamento à COVID-19 no município. Dentre as restrições, válidas entre 29 de março e 4 de abril, estão a prática de atividades de desporto coletivo e funcionamento de clubes recreativos. Desta forma, o estádio Eduardo Guinle não poderá receber jogos do Carioca.

Já o Laranjão, em Nova Iguaçu, além de ter problemas na iluminação e não poder mandar jogos noturnos, acatou as medidas sanitárias impostas pelo governo do Rio de Janeiro e também não receberá jogos. O estádio iria receber a partida entre Nova Iguaçu e Botafogo.

Até o dia 04 de abril, todos esses estádios não poderão ser utilizados, o que indica que para a próxima rodada do Estadual do Rio, a Federação terá apenas três lugares disponíveis: Edson Passos, Raulino de Oliveira e Los Larios como opções.

Outros estádios do Rio de Janeiro como: Correão/Cabo Frio – Moacyrzão/Macaé – Aryzão/Campos dos Goytacazes – Estádio do Trabalhador/Resende – Leão do Sul/Barra Mansa – Lourival Gomes/Sampaio Correa(Saquarema) – Ou não estão disponíveis para receber jogos (condições mínimas) ou não tem estrutura apropriada para receber os quatro grandes, mas recebem de outras equipes de menor investimento. Leva-se também em consideração também a estrutura para a transmissão das partidas.

Já outros como Rua Bariri/Olaria – Italo Del Cima/Campo Grande – Marrentão/Duque de Caxias – Ronaldo Nazário/São Cristóvão – Leônidas da Silva/Bonsucesso – Caio Martins/Niterói – Laranjeiras e Gávea estão no Rio de Janeiro e Niterói, onde não está permitido a prática de atividades esportivas. E também, não estão com aval da FERJ para receber partidas dos profissionais. Alguns deles, não possuem nem condições mínimas de receber uma partida de futebol em qualquer categoria.

A FERJ, no entanto, redefiniu a tabela da 7ª rodada do Campeonato Carioca. Colocou três partidas em Volta Redonda (Cidadania), um em Los Larios, um em Giulite Coutinho (Edson Passos) e no Trabalhador, casa do Resende, mas que não tem estrutura para receber os grandes do Rio.

ST
João Eduardo Gurgel

 


Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.