Angioni fala sobre Odair, Marcos Paulo, base, laterais esquerdos e Nenê

Compartilhe

O diretor-executivo de futebol do Fluminense, Paulo Angioni, cedeu uma entrevista para o jornalista Jorge Nicola em seu canal do YouTube. O diretor abordou vários assuntos como o Odair, a utilização da base, a lateral esquerda do clube e Nenê.

Alguns trechos da entrevista você confere abaixo:

Como é o dia a dia do trabalho do Odair? Quais são os pontos fortes dele? Como você avalia esse contexto dos técnicos brasileiros?

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

“Eu vejo o Odair como um técnico extremamente atualizado, que tem profundidade de trabalho, tem um lado de conhecimento prático e da vivência acadêmica pois estuda muito o futebol. Vejo um profissional muito completo. Ele tem um dos fatores para um treinador de futebol que é o gerenciamento de ambiente e ele faz isso como poucos. Não dificulta em nenhum momento o relacionamento, é sempre muito direto e muito transparente. É uma das grandes virtudes que ele agrega ao conhecimento e a prática que ele tem de ter sido jogador e ter trabalhado em muitas categorias de base.”

Marcos Paulo sai ou fica nessa janela? Como é a situação dele?

“É um jogador muito desejado. Mas, por enquanto, fica. Não tem nada concreto para a saída dele não. Mas é um jogador muito desejado pelo mercado europeu.”

Que valor o Fluminense gostaria para negociar o Marcos Paulo?

“Esse jogador é muito valoroso e valioso. É muito difícil precisar um valor, isso é para se discutir.”

Qual a joia mais valiosa do Fluminense hoje? Miguel ou Marcos Paulo?

“O Fluminense tem vários bons ativos e toda hora tem um jogador que aparece. O Fluminense de Xerém é uma chancela das melhores que tem no Brasil, quiçá a melhor. O André, volante, é um belíssimo jogador então tem vários jogadores que aparecem.”

Agora sobre a contratação de um lateral esquerdo. Tem alguém chegando?

“Não. Por enquanto, não. Mas, nós vamos ter a necessidade de conversar um pouco e olhar para trás porque o futebol é sempre isso. O futebol carece de discussão então nós estamos sempre discutindo e o presidente, nesse caso, é extremamente ativo nessas ações. E vamos discutir e temos que olhar o que aconteceu. Os jogadores e a comissão técnica estão liberados até segunda-feira para um descanso mental. E vamos conversar tudo que for necessário para melhorar essa possibilidade que hoje é muito grande de brigar na tabela na parte de cima. Tudo que a gente puder agregar para que a comissão técnica tenha conforto e poder trabalhar em seus objetivos, a gente vai fazer. Até porque o presidente, conforme eu disse, é uma pessoa muito ativa, ele ajuda muito nesse processo de alcançar objetivos bem grandes para o Fluminense.”

Como jogar na intensidade desejada por Odair com tantos jogadores acima de 30 anos? O estilo do Odair não vai de encontro ao praticado modernamente? Vai renovar com Nenê com 39 anos?

“É simples. O Nenê é um fenômeno como foi, até a pouco tempo, o Zé Roberto. Se você vir o trabalho que o Nenê faz no dia a dia, você não acredita que ele com 39 anos consegue fazer. Hoje, o futebol avançou de uma tal forma na parte científica que você tem condição de medir tudo em um atleta de futebol profissional. E o Nenê tem capacidade de reação e de qualidade de saúde muito alta que muito profissional de saúde não tem. É um jogador excepcional no que tange a parte física, é muito difícil alguém questionar porque ele prova através da própria ciência.”

E a liderança do Nenê?

“É excelente. Eu já conhecia o Nenê. Isso é uma outra coisa que ficou em um cenário e de uma falação boba que tem no futebol. O Nenê é uma pessoa especial e que está sempre ajudando. E ele só tem um problema: Quando não joga. Porque o grande atrativo dele é a bola, ele é apaixonado pela bola de futebol e, as vezes, as pessoas não entendem que o cara fica meio rabugento e reclama mas ele faz isso porque gosta de jogar. E, no resto, o Nenê é íntegro, é uma pessoa especialíssima e ajuda muito. Eu trabalhei com ele em um outro clube, eu sei quem ele é e é uma figura especial. Espero que continue por muito tempo no futebol mesmo quando parar de jogar. Ele tem que continuar pela qualidade de caráter e de dignidade que tem esse profissional.”

ST,

Edu Marques


Compartilhe

2 thoughts on “Angioni fala sobre Odair, Marcos Paulo, base, laterais esquerdos e Nenê

  • 18/07/2020 em 16:54
    Permalink

    Antigamente com 3 jogos sem vencer era crise. Agora com o Flu a SEIS jogos sem vencer e DOIS gols feitos com SETE sofridos nesse período, virou “genial”…

    A cada dia Mario parece mais com Peter.

    Resposta
  • 18/07/2020 em 19:13
    Permalink

    Paulo Angioni é um dos dirigentes mais ultrapassados do futebol brasileiro atual.

    É imperativo nos livrarmos dele imediatamente.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *