SOB A LUZ DO REFLETOR – O Asilo Tricolor

Compartilhe

Nosso tricolor tem uma consciência social sensacional. Não é difícil ver nosso clube, como diz a garotada, “lacrando” por ai. Chega a ser comovente a preocupação da nossa diretoria com o final de carreira dos atletas brasileiros. Fluminense se tornou o clube que abre os braços para aqueles que já foram destaques anos atrás e agora precisam de mais uns dois aninhos, prolongando sua carreira e aumentando a conta bancária para “descansar”  da profissão.

Primeiro gostaria de entender o critério das contratações atuais, aquelas já acertadas e também as que estão em andamento. É notório que o Flu largou na frente no mercado, tomando a iniciativa e contratando. Zero problema nisso, pelo contrário. Quanto mais cedo o jogador chegar, mais chance de fazer uma pré temporada inteira no clube. A questão é que iniciamos sem técnico. Ou já tinha técnico e não anunciaram antes?

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Abel chegou e já tínhamos acertado com pelo menos Felipe Melo e Pineida, fora diversas sondagens a outros jogadores. Ele não deveria ser consultado? Analisar o elenco, apontar as posições carentes e indicar os reforços?

O Flu tem hoje pelo menos 6 jogadores para a posição de volante, com Felipe Melo, 7. Segue o enterro! O “garoto” tem 38 anos e fez contrato de 2, ou seja: vai jogar até os 40 no Fluminense que assim cumpre sua missão social de amparar jogadores em final de carreira.

Nenê, Fred, Ganso (é mais novo, mas parece que tem 50)…mas não estamos satisfeitos, estamos trazendo o William Bigode de 35 anos e foi citado Rafinha de 36 anos. Deve ser proibido tentar jogador com menos de 30 anos no Fluminense.

William Bigode é sonho antigo da diretoria. Sinceramente já foi muito bom jogador, ou ainda é. A dúvida vem porque  ele simplesmente quase não jogou no ano passado, ficou de fora até dos relacionados para final da Libertadores, mas vem com status de craque para o Flu.

Fico pensando qual o nível que queremos alcançar: bater de frente, ou pelo menos tentar, com os times que hoje possuem elencos milionários e melhores do que o nosso, ou brigar pela sétima posição, uma quartas de final da Liberta e vice carioca? Será que o Abel Ferreira é maluco e não conseguiu enxergar que o William Bigode está voando ainda, deixando ele de fora até dos relacionados para partida decisiva do ano? Pode ser.

Esperava mais ousadia da nossa diretoria, não nomes famosos que brilharam no passado e hoje frequentam banco de reservas de outros times brasileiros.

Sobre o Abelão, o verdadeiro Abel, não foi uma felicidade sua contratação. Acredito que a maioria dos tricolores esperava um técnico mais moderno, uma aposta diferente, para tentar fazer esse time jogar, pelo menos, como a nossa base joga hoje. Porém, também não acho o fim do mundo. Com grande conhecimento do nosso clube e apaixonado que é, não podemos zerar nossas esperanças no técnico que tem no seu CV grandes conquistas e um 2020 pelo Inter surpreendente, no qual deveria ter se consagrado campeão brasileiro. Não dá para ficar chateado com o Abel, ainda não.

Vamos aguardar os próximos a chegarem no asilo tricolor, que sempre lacra socialmente e não deixará nenhum atleta em final de carreira sem clube, eles merecem respeito!

Toque Curto:

  • Quem assume o Flu já tem que saber o que tem pela frente. Fred se aposentando e querendo jogar, Felipe Melo se aposentando e querendo jogar. Ganso se recuperando e querendo jogar. A molecada da base voando e querendo jogar. Não  é mole não! Boa sorte para o Abel.
  • Outro que não vejo jogar há anos, e me desculpem se eu não acompanho o futebol chinês, é o Ricardo Goulart, mas pela animação da torcida deve estar no nível do Messi, voando!
  • Cristiano também não conheço. Não está em final de carreira, mas já era para ter aparecido mais no mercado com seus 28 anos. Mas ok, vamos aguardar.
  • Desculpem minha animação com as contratações. Fui influenciado pelo Dr Secador que não para de reclamar um segundo nas mídias sociais.

SDT


Compartilhe

6 thoughts on “SOB A LUZ DO REFLETOR – O Asilo Tricolor

  • 17/12/2021 em 17:46
    Permalink

    Maurício,
    Escreveu tudo.
    Também me pergunto tudo isso.
    O Fluminense deve ter muita dívida com empresário, para contratar esses caneleiros.

    Resposta
  • 17/12/2021 em 18:46
    Permalink

    Enquanto a Presidente do Palmeiras recém-eleita informou que a filosofia é contratar jogadores novos com sede de vitórias, o nosso querido MB permanece com a sua filosofia: o asilo permanece (Fred, Manoel, Egídio, Ganso, Hudson, Bobadilla, Abel Hernandez, Samuel Xavier) e agora vem para somar o Felipe Melo, Willian Bigode e talvez o Ricardo Goulart.

    Resposta
  • 19/12/2021 em 12:23
    Permalink

    Só porque passaram dos 30.Ze Roberto jogou até os 40.e jogava muita bola. Mais que muitos muitos jogadores jovens de hj.espera pra ver.não sair falando besteira vcs tem bola de cristal pra saber se vão jogar bem.

    Resposta
  • 19/12/2021 em 13:31
    Permalink

    Prezado Mauricio, espero que estejas bem!
    Creio o que mais importa é saber mesclar os experientes com a garotada e ter em cada setor do Campo os líderes do time que realmente chamam a responsabilidade de puxar o grupo, não deixando se abater ou se achar inferior aos rivais.
    Se observarmos a média de idade do Atlético Mineiro, grande campeão, e o nosso rival Flamengo, Vice-campeão, foram parecidas com a media de idade do Flu, 27 anos, em 2021, conforme o site Tranfermarkt.
    Para mim o que importa é performance em Campo que faça o torcedor ir aos estadios, que faça o Clube estar sempre disputando finais e resultando em conquistas.

    Resposta
  • 19/12/2021 em 22:11
    Permalink

    Sabendo mesclar com os MLKdeXerem podem sim serem as escolhas certas… outro dia as reclamações eram por contratarem jogadores que não diveram destaque nos clubes anteriores… Yago… Nino … Samuel Xavier … Caio Paulista e outros.
    Eu fico com a espectativa de um #Fluminense forte.
    #STsempre
    #CarrascoTricolor1902

    Resposta
  • 27/12/2021 em 19:53
    Permalink

    Oque não pode é contratar jovens que não valem nada como Caio Paulistas , Felipe Cardoso da vida, com a tecnologia de hoje e tudo que é oferecido para a recuperação de atletas eu não vejo a idade como fator determinante e com um torcedor comentou é essencial essa mescla entre jogadores experientes e os jovens de Xerém, Bigode é titular em 90% dos clubes brasileiros assim como Melo, oque não pode é exigirmos tanta marcação de atacantes como Luiz Henrique, tudo bem ajudar na recomposição mas o cara que tem passadas largas ótimos dribles ter mais obrigação de marcar do que atacar é um crime, oque determina a nossa situação não são os jogadores veteranos e sim a forma de jogar, chega de jogar como time pequeno pelo amor de Deus

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.