SOB A LUZ DO REFLETOR – Fim do Covidão, E Agora?

Compartilhe

Final do Covidão ops, Campeonato Carioca 2020, o Fluminense tem grandes desafios pela frente. Ok, o time evoluiu nesses jogos contra o Fla, mas será que é suficiente para ter um ano bom na sequencia?

É bom lembrar que jogamos 5 vezes contra o Fla esse ano, sendo 4 contra o time titular dos caras. Obviamente que você começa a estudar e entender melhor o adversário, montando uma estratégia para vence-los e não um jeito de jogar que vai servir para todos os adversários. Apesar da perca do título, o torcedor tricolor mesmo insatisfeito, viu uma evolução e ganhou uma esperança de um ano positivo. Será?

Temos pela frente um jogo eliminatório pela Copa do Brasil, onde a eliminação na Sula vai pesar e já iniciaremos precisando de gols, sendo o 0x0 do Figueira. Em seguida uma sequência pesada de início do Brasileiro, com Grêmio, Palmeiras, Inter….Elenco montado, dá para enfrentar?

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Primeira coisa que me passa pela cabeça é a necessidade de gols na Copa do Brasil. Temos que analisar o baixíssimo rendimento no retorno da pandemia do nosso ataque, tendo feito somente 2 gols em 6 jogos, justamente contra o Fla. Pode ser coincidência, pode ser que evoluímos a forma física e técnica perdida com a pandemia e pode ser porque esse adversário sai pro jogo, deixando espaços para nosso ataque. A bem verdade que teremos dificuldades claras quando enfrentarmos um time que jogue atrás, como o Figueira fará no jogo de volta pela Copa do Brasil. Alguém discorda?

Nosso time contra o Fla tinha 3 volantes. Os 3 sabem jogar o que ajudou muito a saída de bola. Mas faltava gente para entrar na área adversária. Nenê e Marcos Paulo muito abertos e Evanílson guerreando sozinho lá dentro. Contra um time com linha baixa, enfiado na intermediária defensiva, será bem mais complicado. Não sei se o caminho é barrar um dos 3 volantes, pois jogaram muito bem esses últimos jogos. Não sei se o caminho é deixar o Nenê mais perto do gol, soltar mais o Dodi, aproximar o Marcos Paulo com o Evanílson, já que esse virou quase um marcador do lateral adversário nos confrontos finais do Covidão. Não sei, mas algo precisa ser feito. Precisamos de gols e não podemos ser eliminados na Copa do Brasil, com todo respeito, pelo Figueirense.

Infelizmente é necessário analisar um pouco do rival nessa questão. Os caras da frente e do meio se movimentam para mexer com a defesa adversária com uma intensidade absurda. Ninguém fica parado. Entram na área adversário com 4 ou mais jogadores. É quase um 3 x 4 x 3 . Não dá mais para ficar um atacante na meia lua, outro na esquerda e outro na direita. A bola roda, roda, roda e nada. É preciso treinar essa movimentação e não é só inverter esses pontas durante o jogo, você só troca os nomes, mas a movimentação estática continua. Saída do atacante da área, abrindo buraco para penetração de um meia, diagonais dos pontas, trocas de posições…isso tudo está ai, nos melhores times do mundo e um bom estudo com uma boa equipe, consegue analisar e trazer isso para o Fluminense, com muito treinamento.

Jogar atrás, ferrolho e dificultar o adversário já entendemos que podemos conseguir, mas vencer os jogos, sendo nos contra ataques ou atacando, está difícil acreditar. E vamos precisar vencer, seja na Copa do Brasil ou seja no Brasileiro, vamos precisar vencer.

Que nosso professor Odair pegue essa evolução tática defensiva que chegamos e comece a implantar um sistema para vencer os jogos e não só mais para não perder. O Fluminense precisa voltar a frequentar as primeiras colocações do campeonato brasileiro e chegar as fases finais da Copa do Brasil.

Toque Curto:

  • Interessante saber que o JJ saiu um dia depois da final do carioca. Será que a pressa sem sentido do queridinho da FERJ tem alguma coisa a ver com isso?
  • Fred voltando…Não tiraria o Evanílson do time, apesar de não ter dado muito certo pelas pontas. Está na hora de sair da caixinha e esquecer esses 3 atacantes abertos. Porque não 2 flutuando e liberando mais os laterais, já que temos 3 volantes? Obviamente sem comparações técnicas, alguns exemplos: Bebeto e Romário, Evair e Edmundo, Ronaldo e Romário, Washigton e Assis….
  • Boa ação do Flu e Botafogo com esses amistosos. Já que pensar não é muito com o queridinho ou com a FERJ, esses dois resolveram bem a falta de jogos.
  • Será que com essa exposição que o Flu teve nas redes sociais, internet, venda de camisa, vinda do Fred..não conseguimos um bom patrocínio? Mesmo assim, você já virou sócio? Cerquemos por todos os lados para ajudar nosso Flu a levantar voo!
  • Parabéns ao nosso tricolor. O que seria do mundo sem o Fluminense? “Os outros são grandes, o Fluminense é enorme!”

SDT


Compartilhe

3 thoughts on “SOB A LUZ DO REFLETOR – Fim do Covidão, E Agora?

  • 24/07/2020 em 18:02
    Permalink

    Ótimo comentário, parabéns. Se o Fred, mesmo não sendo mais garoto se sujeitar a marcar lá na frente mesmo, incomodar os zagueiros e os cabeças de área adversário acho que dá para ele e o Evanilson. Se ele achar que é a estrela da companhia e só esta lá para marcar gols não vai dar certo com praticamente ninguém. Lembrando que um dos pontos fortes do flamengo do J.J. era a forte marcação na frente, assim como fazem também todos os grandes e vencedores times da Europa. Fazer isso com o Nene com 40 anos e Fred com 37 vai ser muito difícil. Os grandes times Europeus mesmo os craques com 34, 35 anos eles não renovam mais os contratos, veja o Thiago Silva, o futebol hoje para ser vencedor tem que ser de grande intensidade e concentração, estes com mais idade já não conseguem isso e vão para times de segunda linha ou voltam para o Brasil

    Resposta
  • 24/07/2020 em 18:31
    Permalink

    Parabéns pela coluna!!!! Mas estou sentindo falta as referências aos ilustre Doutor Secador! Abs

    Resposta
  • 24/07/2020 em 20:44
    Permalink

    Espera 10 rodadas do brasileiro e vamos ver aonde esse elenco com esse treinador pode chegar, e quantos sócios vão acreditar.. ..

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.