Por onde andam e como estão os atletas emprestados pelo Fluminense

Compartilhe

Na última terça-feira (29), o nome do goleiro Rodolfo, um dos atletas emprestados pelo Fluminense, apareceu no BID por conta da renovação com o Oeste. O arqueiro — reintegrado em 2021 após cumprir cerca de um ano e sete meses de suspensão por uso de cocaína — vai ficar no clube paulista até o fim do ano, quando também se encerra o vínculo com o Flu. E o ST então aproveita para informar quem são, por onde andam e como está a situação contratual dos outros jogadores cedidos pelo Tricolor.

De acordo com dados do Transfermarkt, o Fluminense atualmente tem 10 atletas (somando profissional, Sub-23 e Sub-20) emprestados a outros clubes. O número é maior que em 2020 — onde teve o menor retorno de jogadores — e até poderia ser um pouco maior, mas Marlon se despediu do Trabzonspor, da Turquia, mais cedo. Também fica muito abaixo dos últimos anos, quando o Plano Carreira consistia em ceder os jovens que estouravam a idade do Sub-20 para que estes pudessem ganhar rodagem ou se valorizarem no mercado internacional.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Como os jovens hoje continuam a transição no Sub-23 — comandado por Aílton Ferraz — o Tricolor emprestou (na maioria dos casos) jogadores que não teriam espaço no time principal dirigido por Roger Machado. Da mesma forma que o goleiro Rodolfo, por exemplo.

Rodolfo é um dos atletas emprestados pelo Fluminense
Se permanecesse no Flu, Rodolfo seria provavelmente o quarto ou quinto goleiro. Mas, no Oeste, o arqueiro já disputou 19 partidas somando a Série A2 do Campeonato Paulista e o Campeonato Brasileiro da Série C. Arqueiro disputou 34 jogos pelo Tricolor antes da punição por doping (Foto: Reprodução/Oeste)

Além do arqueiro, confira a situação dos outros atletas emprestados pelo Fluminense:

Robinho (Bashundhara Kings-BGD)

Robinho com a camisa do Bashundhara Kings
Robinho comemorando o primeiro gol pelo Bashundhara Kings. De acordo com dados do Transfermarkt, atacante já balançou as redes 16 vezes e contribuiu com seis assistências em 15 jogos pelo clube asiático (Foto: Reprodução/Bashundhara Kings)

Emprestado pelo Flu ao Bashundhara Kings desde 2020, Robinho teve, em Abril, o vínculo renovado com o clube de Bangladesh até o fim de Setembro. Com opção de compra ao final do contrato.

Robinho tem contrato com o Fluminense somente até o fim de Outubro. Contudo, vale lembrar que o gerente de futebol Paulo Angioni já havia dito que “se o jogador não ficar em Bangladesh, vai ser devolvido ao Atabaia”. O clube do interior de São Paulo tem 45% dos direitos econômicos do atleta e o Tricolor então abriria de 20% dos direitos econômicos do atleta, mantendo apenas 35%.

Um dos destaques da Série B, Robinho chegou ao Fluminense em 2017  sendo contratado junto ao Figueirense por € 2 milhões de euros (cerca de R$ 7,4 milhões de reais). O atacante, no entanto, não se firmou com a camisa tricolor. Foram apenas 30 jogos e quatro gols marcados. Robinho também colecionou empréstimos para América-MG, CSA, Vila Nova, Água Santa e, mais recentemente, Bashundhara Kings, de Bangladesh.

Yuri (Cuiabá)

Yuri com a camisa do Cuiabá
Por enquanto, Yuri disputou duas partidas pelo Cuiabá (Foto: Reprodução/Cuiabá Esporte Clube)

O volante Yuri chegou a disputar duas partidas e ficou no banco em outras duas com o técnico Roger Machado ainda no Cariocão. No entanto, perdeu espaço sobretudo após a chegada de Welington para ser reserva imediato de Martinelli e Yago Felipe. Por isso, conforme antecipado em Maio pela Rádio Mellão, o volante de 26 anos acertou o empréstimo para o Cuiabá, que este ano estreia na Série A do Brasileirão. Até o momento, o jogador não vinha recebendo oportunidades, mas entrou como titular nas duas últimas partidas do time mato-grossense.

Revelado pelo Audax-SP, Yuri chegou ao Fluminense em 2019 emprestado pelo Santos. O volante veio como indicação do então técnico Fernando Diniz, com quem havia trabalhado no clube da cidade de Osasco. Em 2020, o jogador teve o empréstimo renovado por mais uma temporada. Mas, no fim do ano passado, assinou em definitivo com o Tricolor até o final de 2022 após um acordo com o Peixe, que manteve 50% dos direitos econômicos. Yuri disputou 53 jogos pelo Flu.

Fernando Pacheco (Juventude)

Pacheco com a camisa do Juventude
Fernando Pacheco tem oito jogos com a camisa do Juventude (Foto: Fernando Alves/ECJuventude)

Contratado por R$ 2,8 milhões de reais em 2020 junto ao Sporting Crystal, Fernando Pacheco chegou como uma promessa do futebol peruano. O atacante até teve um bom início com a camisa do Fluminense, mas as lesões o fizeram perder espaço com Odair Hellmann e depois com Marcão. Na temporada 2021, por exemplo, Pacheco disputou apenas 45 minutos na vitória por 1 a 0 sobre o Flamengo pelo Cariocão. Fora dos planos de Roger Machado, o peruano chegou a ser especulado no Bahia, mas acertou o empréstimo com o Juventude até o final do ano.

Pelo clube de Caxias do Sul, Pacheco tem saído do banco de reservas para entrar em todos os jogos do Ju no Brasileirão até aqui. O peruano, de apenas 22 anos, tem contrato com o Fluminense até o final de 2023. Até o momento, o atacante disputou 31 jogos e balançou as redes uma vez com a camisa tricolor.

Michel Araújo (Al Wasl-EAU)

Assim como o peruano Fernando Pacheco, o uruguaio Michel Araújo é mais dos atletas estrangeiros a ser emprestados pelo Fluminense na temporada 2021. O apoiador acertou com o Al Wasl, clube comandado pelo ex-técnico do Flu Odair Hellmann nos Emirados Árabes Unidos, por um ano. O Tricolor recebeu US$ 500 mil dólares (cerca de R$ 2,8 milhões de reais) pela negociação e fixou uma opção de compra no valor de US$ 3 milhões (R$ 15 milhões na cotação atual). Mas, na despedida, o jogador prometeu “voltar mais forte”. Mesmo com o acordo, Araújo permaneceu treinando no CT Carlos Castilho até o fim de Maio para manter o condicionamento físico enquanto a equipe árabe estava de férias. O jogador já viajou para o Oriente Médio.

Contratado por R$ 3,3 milhões de reais após despontar no Racing-URU, Michel Araújo desembarcou no Fluminense em 2020. Polivalente, podendo atuar tanto no meio quanto aberto pelas pontas, o uruguaio terminou a temporada passada em alta depois de um início tímido com a camisa tricolor. O apoiador disputou 43 gols e marcou um gol pelo Flu. O contrato do jogador com o clube vai até o final de 2024.

Pablo Dyego (Atlético-GO)

Pablo Dyego em campo pelo Atlético-GO
Pablo Dyego disputou 181 minutos em 13 jogos pelo Atlético-GO, mas ainda não começou nenhum como titular (Foto: Reprodução/Atlético-GO)

Aos 27 anos, Pablo Dyego está entre os campeões quando se fala em atletas mais vezes emprestados pelo Fluminense. Desde que se tornou profissional, o atacante já passou por equipes como Djugarden, da Suécia, Legia Varsóvia, Polônia, Ottawa Fury, do Canadá, e San Francisco Deltas, dos Estados Unidos. Em Março — depois de voltar do CRB — seu destino passou a ser o Atlético-GO por empréstimo até o final do ano, quando também se encerra o vínculo com o Tricolor.  Pelo Flu, disputou 37 jogos e marcou quatro gols.

Por enquanto, Pablo Dyego disputou 13 partidas pelo Dragão e ainda não balançou as redes. O atacante tem recebido oportunidade no time do técnico Eduardo Barroca sobretudo durante a segunda etapa dos jogos. O jogador teve uma boa atuação principalmente na vitória por 2 a 0 do time goianiense sobre o Corinthians pela Copa do Brasil.

Frazan (CRB)

Frazan marcando gol pelo CRB
Frazan marcou um gol pelo Campeonato Alagoano 2021 (Foto: Reprodução/CRB – Clubes de Regatas Brasil)

Depois de viver um drama — tendo de ficar afastado por mais de um ano após uma cirurgia no joelho — Frazan retornou aos gramados no início do ano. O zagueiro — campeão brasileiro sub-20 pelo Flu em 2015 — também começou o Cariocão 2021 como titular no time Sub-23 comandado por Aílton. Contudo, a falta de ritmo de jogo fez com que o defensor não deixasse uma boa impressão nesta volta. O jogador de 25 anos ainda perdeu espaço após as chegadas dos experientes David Braz e Manoel para a posição.

Por isso, em Maio Frazan acertou com o CRB por empréstimo até o final do ano. O defensor vem formando a dupla de zaga com Gum, com quem jogou no próprio Fluminense até o fim de 2018. Os dois, aliás, tiveram uma atuação de destaque na vitória por 1 a 0 do clube alagoano sobre o Palmeiras no Allianz Parque — que valeu a classificação da equipe de Maceió nos pênaltis. Pelo CRB, até o momento, Frazan disputou 13 jogos e marcou um gol, enquanto que, pelo Flu, foram 41 partidas e um gol também. O zagueiro tem contrato com o Tricolor até o final de 2022.

Atletas do Sub-23 e Sub-20 emprestados pelo Fluminense

Além dos jogadores que estavam incorporados ao profissional, o Flu também cedeu alguns atletas que poderiam continuar o desenvolvimento fazendo parte das categorias de base. Como nos times Sub-23 e Sub-20, por exemplo. Confira a situação de cada um deles:

Caio Vinícius (Goiás)

O volante Caio Vinícius, que também pode atuar como zagueiro, é mais dos jogadores que iniciaram o Cariocão pelo time Sub-23, sendo titular nas duas primeiras partidas. Depois, o jogador de 22 anos acabou emprestado até o fim do ano para o Goiás, onde disputou oito partidas pela Série B do Brasileirão até o momento, com um gol marcado pelo Esmeraldino.

Caio Vinícius assinou pelo Fluminense ainda nas divisões de base após disputar a Copa São Paulo de Futebol Junior de 2017 pelo Londrina. Pelos profissionais, estreou marcando gol no Cariocão 2018. Desde então, disputou 11 jogos com a camisa tricolor. O volante tem contrato com o Flu até Maio de 2022.

Samuel Granada (Vitória)

Artilheiro do Sub-23 do Fluminense em 2020, Samuel Granada estreou pelos profissionais ainda na temporada passada. O centroavante — assim como Frazan e Caio Vinícius — iniciou o Campeonato Carioca 2021 sob o comando de Aílton Ferraz, chegando a disputar quatro partidas. Depois, o jovem de apenas 20 anos perdeu espaço principalmente após as chegadas dos experientes Abel Hernández, de 32, e Raúl Bobadilla, de 34, sendo emprestado para o Vitória até o fim do ano.

Pelo Leão, Samuel Granada até agora disputou apenas três jogos (sendo um pelo Brasileirão de Aspirantes). Mas o jogador vive a expectativa de ser mais aproveitado pelo técnico porque o seu xará, Samuel Wanderlei, pode estar de saída do Rubro-Negro. Por enquanto, o centroavante tem seis jogos pelo Flu e contrato até o final de 2025.

Diogo (Joinville)

Contratado ainda nas divisões de base junto ao Guarani, o volante Diogo assinou com o Joinville por empréstimo até o fim do ano, quando também se encerra o seu vínculo com o Tricolor das Laranjeiras. Até o momento, o jogador disputou sete partidas pelo clube catarinense, sendo quatro como titular.

Geovani (Joinville)

Zagueiro com passagens pelas seleções de base, Geovani ainda não estreou pelos profissionais do Fluminense. Em 2021, recebeu uma oportunidade de ganhar rodagem no Joinville, tem sido emprestado até o fim do ano. Aos 21 anos, o defensor tem contrato com o Flu também até o final do ano.

Raí Lopes (Bangu)

Titular do time Sub-23 nas duas primeiras rodadas da Taça Guanabara, Raí Lopes chegou ao Bangu por empréstimo até o fim do ano em um ‘pacotão’ de reforços para a Série D do Brasileirão. O lateral-esquerdo entrou como titular nas quatro partidas disputadas pelo Alvirrubro até o momento. Com duas vitórias e dois empates, o time do ex-meia Felipe Loureiro — que defendeu o Flu em 2005 e em 2012— ocupa a lanterna do Grupo A7, onde estão também Boavista e Madureira.

Destaque com a camisa do Americano, Raí chegou ao Fluminense em 2020 como reforço para o time Sub-23 e terminou o Brasileirão de Aspirantes como titular no time Aílton Ferraz. O jogador de 21 anos tem contrato com o Tricolor até o final de 2022.

Paulo Filho (Ceará)

Sem muito espaço no Sub-23 ou no Sub-20, o goleiro Paulo Filho acabou emprestado, em Março, para o Ceará até o fim do ano, quando também se encerra o vínculo com o Tricolor. Pelo Vozão, o arqueiro de 20 anos disputou até o momento apenas uma partida pelo Sub-23 do clube. Paulo entrou como titular na derrota por 2 a 1 pelo Brasileirão de Aspirantes 2021.

Vale destacar que o número poderia ser maior, mas o Flu recentemente rescindiu amigavelmente com Guilherme e John Everson. O lateral, que estava emprestado ao Boavista, está para acertar com uma equipe do futebol português enquanto o volante vai permanecer no Botafogo-SP, onde já estava por empréstimo. Já o atacante Lucas Barcellos, que estava emprestado ao Confiança, rescindiu contrato com o clube sergipano recentemente e vai voltar para o Tricolor.

ST

Lucas Meireles


Compartilhe

Lucas Meireles

Jornalista formado pela UFRRJ, apaixonado por esportes e pelas boas histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.