Fluminense perde para o Corinthians na Neo Química Arena e é eliminado da Copa do Brasil

Compartilhe

Por: João Pedro Cupello

Pelo jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil, o Fluminense foi derrotado pelo Corinthians pelo placar de 3 a 0 e está eliminado da competição. Renato Augusto, Giuliano e Felipe Melo, contra, foram os autores dos gols da equipe paulista.

OS ONZE INICIAIS

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Com André suspenso e Nonato vendido para o Ludogorets, a grande dúvida na escalação para o jogo decisivo contra o Corinthians era de quem seriam os dois volantes. Foram especulados diversos nomes e combinações, como Martinelli e Yago Felipe, Felipe Melo e Yago ou até mesmo o volante de 39 anos e Nathan, meia de origem. Entretanto, Fernando Diniz surpreendeu a todos ao escalar Wellington na vaga de primeiro volante e Martinelli de segundo meio-campista.

Wellington não era titular em uma partida desde a 12ª rodada do Brasileirão, em junho, quando o Fluminense empatou com o América-MG pelo placar de 0x0. Além disso, a última aparição do volante em uma partida foi na 20ª rodada, no início de agosto, no empate de 2×2 contra o Santos. Logo, a escolha de Fernando Diniz de escalá-lo em um jogo tão importante, mesmo com as ausências de seus titulares, foi muito inesperado.

O Fluminense entrou em campo com: Fábio; Samuel Xavier, Nino, Manoel e Caio Paulista; Wellington, Martinelli e Ganso, Matheus Martins, Arias e Cano

1º TEMPO

Foto: Marcos Ribolli

A partida iniciou extremamente movimentada. Com chances perigosas aos 2 minutos, com Arias, e 7 minutos, com Roger Guedes, o jogo mostrou um Corinthians pressionando muito a saída de bola e a troca de passes do tricolor e um Fluminense quebrando a cabeça para montar seus ataques.

Com o passar da primeira etapa, o Flu conseguiu mais espaço para atacar, de acordo com que a equipe paulista cansava. Chegando perigosamente para o ataque, mas sem conseguir muitas finalizações, o tricolor das Laranjeiras pressionava.

Entretanto, o Corinthians continuava levando perigo ao time carioca, e uma jogada deles, aos 33 minutos, abriu o placar na Neo Química Arena. Após um chutão de Fábio, Balbuena ganha a disputa pelo alto, a bola sobra para Roger Guedes e o atacante passa para Renato Augusto. Wellington, que marcava o meia corintiano, não acompanhou e deu liberdade para ele chutar de fora da área no canto do goleiro Fábio, que estava mal posicionado. 1 a 0 para o Corinthians.

Após o gol, o Fluminense sentiu e não conseguiu chegar mais forte ao ataque na primeira etapa. Nesse cenário, o primeiro tempo se encerrou.

2º TEMPO

Foto: Marcos Ribolli

Buscando se recuperar desse revés, Fernando Diniz fez sua primeira substituição: saiu Wellington para entrar Nathan. A mudança teve efeito imediato, com uma chance perigosa do Flu, após belo passe do meia para Caio Paulista, obrigando Cássio a fazer uma boa defesa.

A entrada de Nathan melhorou o Flu no jogo, fazendo com que o time ficasse mais com a bola no pé, além do fato de que o Corinthians assumiu uma estratégia mais reativa. Entretanto, a equipe não conseguia criar muitos ataques perigosos. Aos 15, o Fluminense teve sua chance mais perigosa na partida, após batida de falta de Arias, que bateu no travessão do goleiro Cássio.

Aos 19, o Diniz fez sua segunda substituição na partida: ele tirou Matheus Martins para entrar William Bigode. Mesmo com a mudança, o Fluminense seguia não trazendo muito perigo. Além disso, algo que aconteceu muito na partida contra o Fortaleza voltou a se repetir no jogo decisivo na semifinal: os constantes erros de saída de bola. Pelo menos umas três vezes, saídas de bolas erradas se transformaram em chances perigosíssimas ao Corinthians, que não aproveitou tal falhas.

Diniz fez outras duas mudanças aos 31 minutos. Saíram Caio Paulista e Manoel para a entrada de Felipe Melo e Marrony. Mas, com os jogadores cansados, sem criatividade e sem espaço para criar, o Flu continuava ineficiente. Além disso, Vítor Pereira também fez suas substituições visando justamente fortalecer essa marcação corintiana.

A última mudança de Diniz foi feita na marca dos 41. Saiu Samuel Xavier para entrar Michel Araujo. O uruguaio até arriscou um chute perigoso aos 42 minutos, que passou por cima do gol do Cássio, mas o cansaço já era claro no time tricolor. Aos 45, o Fluminense foi punido. Após uma sequência de troca de passes, Adson toca para Giuliano, que aumentou o placar na Neo Química.

O jogo ainda teve tempo para mais um gol na partida: Yuri Alberto abriu para Adson que tocou no meio da área tricolor. Felipe Melo tenta tirar, mas acaba atacando no seu próprio gol, dando números finais à partida. Corinthians classificado para a final da Copa do Brasil e o Fluminense eliminado da competição.

O próximo confronto do Fluminense é no clássico contra o Flamengo, no próximo domingo (18), às 16 horas, no Maracanã.

ST


Compartilhe

10 thoughts on “Fluminense perde para o Corinthians na Neo Química Arena e é eliminado da Copa do Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *