Fluminense lançou 33 jovens jogadores nos últimos anos

Compartilhe

O Fluminense está acostumado a lançar jovens jogadores vindos de Xerém. Foram 35 só do ano de 2020 para cá. O último foi o meia Freitas estreou pelos profissionais do Flu no segundo tempo da vitória por 1 a 0 sobre o Madureira em Cariacica-ES.

Um dos destaques do Tricolor na Copinha deste ano, Freitas se juntou ao atacante Isaac — outro que disputou a competição pelo Sub-20 e estreou pelo profissional contra o Nova Iguaçu na rodada anterior.

Freitas foi o último dos jovens jogadores a ser lançado pelo Fluminense em 2022
Freitas em campo contra o Madureira. Meia pertence ao Atlético-CE e chegou na base do Flu por empréstimo (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC)

A dupla de jovens jogadores agora pode mirar no exemplo de André, Calegari e Martinelli no Fluminense. O três que fizeram parte da “Geração de Ouro” do Sub-17, subiram para o profissional em 2020 e hoje estão entre os atletas com mais jogos no atual elenco tricolor.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Jovens jogadores lançados pelo Fluminense por ano desde 2020

Para fazer este levantamento, o Saudações considerou todos os jovens atletas com passagem por Xerém e que disputaram ao menos uma partida pelo profissional do Flu neste interím. Alguns nomes, entretanto, estrearam como profissionais antes de chegar a base do Tricolor.

Caso, por exemplo, do próprio meia Freitas que disputou seis partidas pela terceira divisão do Campeonato Cearense com a camisa do Tinguá em 2020. Da mesma forma que Alexandre Jesus, Edinho e Gustavo Apis que entraram em campo por Cruzeiro, Tubarão-SC e Nova Iguaçu, respectivamente.

Sendo assim, o ano que o Fluminense mais promoveu jovens da base foi 2021, com 15 jogadores. Principalmente porque iniciou o Campeonato Carioca com uma mescla de jogadores do Sub-23 e atletas que estavam emprestados ou foram pouco utilizados na temporada anterior.

Arthur em campo pelo Fluminense em 2021
Hoje camisa 10 do Sub-20, em 2021, Arthur superou Miguel e se tornou o jogador mais jovem a vestir a camisa do Fluminense com apenas 16 anos e oito dias (Foto: Mailson Santana/Fluminense FC)

Em segundo lugar ficou 2020, com 11. Enquanto, em 2022, tiveram apenas sete. A maior parte no empate em 0 a 0 com o Boavista, quando Abel Braga colocou em campo um time alternativo e promoveu a estreia de nomes como Jhonny, Marcos Pedro e Edinho, por exemplo.

Biel disputou mais partidas em seu primeiro ano como profissional e Martinelli é quem tem mais jogos

A mesma partida que colocou Arthur na história do Flu também marcou a estreia de Biel — chamado até então de Gabriel Teixeira. Titular nos dois primeiros jogos, o meia-atacante que hoje defende o Bahia  aproveitou a chance e caiu nas graças do então técnico Roger Machado — com quem trabalharia também no Grêmio em 2022 — e passou a ser bastante utilizado.

Entre os jovens jogadores revelados pelo Fluminense nos últimos anos, aliás, Biel foi o mais aproveitado em sua temporada de estreia nos profissionais com 44 jogos. Na sequência vem uma dupla da Geração dos Sonhos do Sub-17, o atacante Matheus Martins, que entrou em campo 41 vezes em 2022, e Kayky, com 37 partidas também em 2021.

Biel marcou cinco gols e contribuiu com uma assistência em 2021 (Foto: Lucas Merçon/FFC)

O meia-atacante, no entanto, não se firmou. Acabou emprestado ao Grêmio em 2022 e este ano o Bahia o comprou por R$ 10,5 milhões de reais.

Em contrapartida, Martinelli é quem alcançou a maior regularidade no time de cima. Com 125 jogos, o volante de 21 anos é a revelação que mais atuou pelo profissional do Flu nesse interím. Enquanto Luiz Henrique — vendido em 2022 para o Real Bétis, da Espanha — com 120 e André (108) fecham o top3.

Lista de jovens revelados pelo Fluminense desde 2020

  1. Martinelli – 125 jogos
  2. Luiz Henrique – 120 jogos
  3. André – 108 jogos
  4. Calegari – 82 jogos
  5. Biel – 47 jogos
  6. Matheus Martins – 41 jogos
  7. John Kennedy – 37 jogos
  8. Kayky – 37 jogos
  9. Alexandre Jesus – 9 jogos
  10. Gustavo Apis – 6 jogos
  11. Dani Bolt – 5 jogos
  12. Samuel Granada – 4 jogos
  13. Alexsander – 3 jogos
  14. Gabriel Capixaba – 3 jogos
  15. João Neto – 3 jogos
  16. Nascimento – 3 jogos
  17. Pedro Rangel – 3 jogos
  18. Raí – 2 jogos
  19. Wallace – 2 jogos
  20. Wisney – 2 jogos
  21. Arthur – 1 jogo
  22. Christian – 1 jogo
  23. Edinho – 1 jogo
  24. Freitas – 1 jogo
  25. Gabryel Martins – 1 jogo
  26. Higor – 1 jogo
  27. Isaac – 1 jogo
  28. Jhonny – 1 jogo
  29. Luan Freitas – 1 jogo
  30. Marcelinho – 1 jogo
  31. Marcos Pedro – 1 jogo
  32. Matheus Pato – 1 jogo
  33. Metinho – 1 jogo

ST

 


Compartilhe

Lucas Meireles

Jornalista formado pela UFRRJ, apaixonado por esportes e pelas boas histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *