Fluminense abre 2×0, leva a virada e sai derrotado para o Atlético-GO

Compartilhe

Em jogo válido pela 30ª rodada do Brasileirão, o Fluminense perdeu de virada para o Atlético-GO pelo placar de 3×2. Os gols do tricolor foram marcados por Jhon Arias e Germán Cano. Com a derrota, o tricolor perdeu a chance de encostar no vice-líder Internacional e corre o risco de ser ultrapassado pelo Corinthians e Flamengo, caso eles vençam na rodada. Além disso, o Flu aumentou o jejum sem vencer contra o Dragão, que agora aumenta para 6 jogos.

OS ONZE INICIAIS

Com as suspensões de Manoel, expulso na partida contra o Atlético-MG, e Samuel Xavier, que levou terceiro cartão amarelo também contra o Galo, Felipe Melo e Calegari ocuparam seus lugares. Além disso, Cristiano assumiu a lateral esquerda titular no lugar de Caio Paulista, que ficou no banco. Outra novidade no time inicial foi a entrada de Nathan no lugar de Matheus Martins, que também começou na reserva. Por fim, Nino volta a campo após ficar fora na última rodada, após sentir na partida contra o Juventude.

O Fluminense de Fernando Diniz começou com:

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Fábio; Calegari, Nino, Felipe Melo e Cristiano; André, Martinelli, Ganso e Nathan; Arias e Cano.

PRIMEIRO TEMPO

Logo no primeiro minuto de partida, Cristiano cruzou para Paulo Henrique Ganso na área. O meia foi derrubado por William Maranhão e pediu pênalti, mas o árbitro Anderson Daronco não assinalou. Após revisão no VAR, o juiz gaúcho marcou a penalidade. Na cobrança, Jhon Arias bate na direita do goleiro Renan e abriu o placar no Antônio Accioly.

Jhon Arias comemorando seu gol de pênalti com André – Foto: Marcelo Gonçalves / Fluminense FC

O jogo continuou no controle do jogo, tendo mais a posse de bola e neutralizando os ataques do Dragão. Aos 12 minutos, Cano recebe bola na esquerda da área e cruza para Calegari. Entretanto, o lateral mandou muito perto do gol de Renan, mas para fora.

Depois de um tempo, o Flu deu mais espaço para o Dragão jogar, e, precisando do resultado para fugir do rebaixamento, a equipe goiana veio para cima. Na casa dos 20, veio a primeira chance perigosa do Atlético: Baralhas manda de fora da área e obriga Fábio a fazer uma grande defesa. Mas, mesmo com a salvada, o goleiro não fazia boa atuação, especialmente com a bola nos pés. Muitas chutões e passes errados traziam inseguranças para a saída de bola tricolor.

Aos 29 minutos, Germán Cano deu uma aliviada na tensão. Após cruzamento na área e com a bola ficando viva na área, ela fica em disputa entre Nathan e Arthur Henrique e sobra para o argentino mandar para as redes. Porém, o VAR sinalizou impedimento de Cano, fazendo o gol ser anulado. Mesmo assim, não precisou de muito depois para o artilheiro do Brasileirão fazer o seu gol. Aos 36, Arias cruzou para a área, Lucas Gazal desvia e a sobra fica com o Cano, que fez o L pela 17ª vez no campeonato.

Germán Cano comemorando seu gol contra o Atlético-GO – Foto: Marcelo Gonçalves / Fluminense FC

Entretanto, o jogo não estava resolvido. Aos 40 minutos, em cobrança de escanteio, Airton cabeceou e a bola resvalou na mão de Nino. Após chamada do árbitro de vídeo, Daronco assinalou o pênalti para o Atlético-GO. Após 5 minutos de paralisação, Churin bate a penalidade no ângulo direito de Fábio, e diminui a desvantagem para o Dragão. Aos 47, novamente o centroavante da equipe goiana recebeu o cruzamento de Shaylon e manda uma cabeçada no travessão do gol tricolor. Nesse cenário favorável para a equipe da casa, o primeiro tempo se encerra.

SEGUNDO TEMPO

Aos 5 minutos, o Flu tem sua primeira chance de perigo na segunda metade. Ganso acerta um cruzamento certeiro para Germán Cano, que subiu sozinho, mas mandou a bola para fora. Logo depois, aos 11 minutos, Arias acha nova chance na bola aérea, dessa vez mandando para Martinelli. O volante e aniversariante do dia manda de peito para o gol do Dragão, mas Renan faz grande defesa para impedir o terceiro gol do Fluminense.

Foto: Marcelo Gonçalves / Fluminense FC

Entretanto, o Atlético-GO não se abateu com as chances perigosas do tricolor no começo do segundo tempo, e começou a ir para cima do gol de Fábio. Aos 16, Wanderson acerta uma bomba na entrada da área, e Fábio faz grande defesa para impedir o gol de empate. Logo depois, na casa dos 17, Léo Pereira cai na área após dividida com Nino e pede mais um pênalti para o time da casa, mas Anderson Daronco mandou o jogo seguir. O Dragão pressionava o tricolor carioca.

Essa pressão uma hora deu resultado. Aos 29 minutos, após bola alçada na área, Churin briga no alto com a defesa e a bola sobra para Baralhas, que balança a rede tricolor e empata a partida. Mal na partida, Diniz promove mudanças para recuperar o ritmo e buscar a vitória, tirando Nathan, Felipe Melo e Calegari e colocando Caio Paulista, Michel Araújo e Marrony. Mesmo assim, o Dragão continuava melhor na partida e, aos 38, Airton acerta um chutaço de fora da área. Porém, Fábio faz nova defesaça, e impediu o Fluminense de ficar na desvantagem do placar.

Aos 41, Jorginho tem grande a chance após receber bola cruzada, e a passa muito perto da trave esquerda do goleiro tricolor. O Flu estava entregue e o gol parecia questão de tempo. No minuto seguinte, isso deixou de ser. O ex-tricolor Marlon Freitas recebe passe vindo da esquerda e chuta. A bola resvala em Nino e entra vagarosamente no gol do Flu. O Atlético-GO virou o jogo. O Fluminense, sem muita estratégia e indo para o abafa, tentou ir para o ataque em busca do empate. Mas não conseguiu o gol e o jogo se encerrou. 3 a 2 para o Atlético-GO.

PRÓXIMO JOGO

O próximo confronto do tricolor é no próximo domingo (09), no Maracanã, onde recebe o América-MG às 18 horas.


Compartilhe

8 thoughts on “Fluminense abre 2×0, leva a virada e sai derrotado para o Atlético-GO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *