Flu vai mal no primeiro tempo, melhora no segundo e bate o Botafogo

Compartilhe

Numa partida morna, sem grandes chances, e algumas faltas, o Fluminense saiu vitorioso no amistoso contra o Botafogo.  O time alvinegro desperdiçou um pênalti no segundo tempo, com Pedro Raul. Minutos depois, o Flu abriu o placar com Michel Araújo. E administrou o jogo depois, controlando o resultado, mas ainda criando algumas chances com as mudanças promovidas por Odair.

Primeiro Tempo

Os primeiros dez minutos foram mais do Fluminense. O clube controlou mais as ações ofensivas e chegou a ter uma boa chance com Marcos Paulo, que pegou a sobra de um escanteio e chutou cruzado. A bola passou por cima do gol, assustando Gatito.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Atacando muito pelo lado direito, em cima do Barrandeguy, o Flu voltou a chegar, dessa vez aos 14. Egídio recebeu boa bola de Marcos Paulo e cruzou para Evanílson. Na hora da finalização, Marcelo Benevenuto chegou na hora e cortou.

Aos 17, pela primeira vez, o Botafogo chegou. Bruno Nazário recebeu excelente cruzamento, deu um lençol em Egídio e de voleio, acertou o travessão. Era um gol de placa no Nilton Santos. Foi a melhor chance do primeiro tempo.

No minuto 26, teve o primeiro lance com um pouco mais de polêmica. Nenê lançou Evanílson e os dois zagueiros botafoguenses comprimiram o atacante (um chegou a colocar a perna do peito do jogador). Apesar da reclamação, nada foi marcado e o jogo seguiu.

Aos 33, um clássico amistoso, virou algo mais feio. Nenê acidentalmente acertou Danilo Barcelos e o zagueiro Marcelo Benevenuto veio da zaga tirar satisfações com o meia. Uma confusão se iniciou, mas logo apartada pelos outros companheiros.

Só aos 43 o Flu voltou a fazer uma jogada. Marcos Paulo avançou pelo meio e passou para Evanílson, que veio por trás dos zagueiros do Botafogo e na saída de Gatito, chutou para fora. Essa foi a melhor chance tricolor no primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO

O Botafogo veio com uma mudança após o intervalo. Paulo Autuori colocou Diego Cavalieri no lugar de Gatito.

A primeira chance da segunda etapa veio aos 6 minutos. Nenê cobrou escanteio na cabeça de Nino, que testou por cima da baliza, assustando o Botafogo.

Após essa chance, Odair mandou o time avançar e começar a marcar o adversário ainda no campo de defesa. Com isso, o clube começou a se enrolar e começar a dar chutes para frente. Apesar disso, o Flu, mesmo com muito mais posse de bola, mostrava muitas dificuldades, como sempre, na criação de jogadas.

Aos 17, o menino Calegari salvou o Flu. O Botafogo fez boa jogada, Honda lançou Guilherme, que bateu na saída de Muriel. Calegari, então, salvou quase em cima da linha.

Com 20, saíram Marcos Paulo e Yago para os lugares de Miguel e Ganso. Dois minutos depois, Nino foi parado com falta dura. O árbitro não amarelou o jogador alvinegro. O Flu saiu jogando, cedeu a posse de bola, viu o adversário progredir e Hudson deu carrinho em Honda, dentro da área. Pênalti. Pedro Raul tomou a distância e…. mandou na lua. O jogo seguiu 0-0. Odair, então, lançou Michel Araújo no lugar de Nenê. Em seu primeiro toque na bola, o uruguaio aproveitou a falha da defesa botafoguense e bateu colocado, de pé esquerdo. Flu 1-0 aos 28 minutos!

O Botafogo não demorou a responder. No minuto seguinte, após cruzamento da esquerda, Digão fez falta na entrada da área e levou amarelo. Barrandeguy bateu e a bola desviou na barreira. O Botafogo, então, lançou Luis Otávio para o lugar de Luís Fernando, Lecaros no lugar de Danilo Barcelos e Cícero na vaga de Caio Alexandre. Odair respondeu com a saída de Calegari para a entrada de Yuri. Aos 33, nova falta pro Botafogo. Barrendeguy chutou novamente na barreira, ganhando o escanteio, desperdiçado pelo rival. Ganso foi amarelado no lance.

Com 37 minutos, Autuori mexeu no Botafogo: lançou Matheus Babi no lugar de Pedro Raul. O Flu criou uma boa jogada pela direita, Michel levantou na área, mas o árbitro deu falta de Nino. Os jogadores reclamaram de marcação errada. O Flu mexeu novamente. Caio Paulista entrou no lugar de Evanílson aos 38 minutos. Com 41, Odair discutiu com o quarto árbitro e levou amarelo.

No fim do jogo, os times estavam mais abertos, cedendo mais espaços. O Flu abusou das faltas. Numa delas, Honda rolou e Cícero bateu, longe do gol tricolor. A partida prosseguiu e o árbitro assinalou 5 de acréscimo. Com 45, Caio Paulista arrancou da esquerda, invadiu a área e cruzou pro meio da área. A bola sobrou no pé de Yuri, que bateu forte, por cima do gol alvinegro. O Flu ainda teve outra chance com Miguel, que driblou o adversário, mas não conseguiu finalizar. Sem mais emoções, a partida foi encerrada com vitória simples do Flu.

ST!


Compartilhe

5 thoughts on “Flu vai mal no primeiro tempo, melhora no segundo e bate o Botafogo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *