Xerém recebe o primeiro jogo por uma competição nacional na história

Compartilhe

O Fluminense vai disputar pela primeira vez um jogo por uma competição nacional desde que passou a usar Xerém como a casa das divisões. Nesta segunda-feira (08), às 15h, o Tricolor recebe o Vasco pelo Campeonato Brasileiro Sub-17 no Estádio Vale das Laranjeiras.

Isso acontece porque o Flu conseguiu a homologação do estádio — localizado no CT da base — junto a CBF. Em outras palavras, agora os Moleques de Xerém também vão poder jogar no mesmo lugar aonde treinam. Feito comemorado pelo vice-presidente da base, Rui Reisinger, que definiu como um marco histórico.

“Xerém sempre foi um diferencial para o Fluminense e com a nossa chegada, conseguimos, graças aos esforços do nosso presidente Mario Bittencourt, da dedicação e criatividade do nosso diretor executivo, Antônio Garcia, e dos funcionários da nossa base, melhorar a estrutura que oferecíamos para os nossos jogadores no CT, em Xerém. É um legado da gestão para o futuro do clube”, disse o dirigente.

Estádio Vale das Laranjeiras, em Xerém, vai receber primeiro jogo na história por uma competição nacional
Estádio Vale das Laranjeiras (Foto: Reprodução/Fluminense FC)

O clássico entre Fluminense e Vasco — primeiro jogo nacional da história de Xerém — vai ser transmitido pelo SporTV. O Tricolor — que estreou com vitória —, aliás, busca o bicampeonato da competição depois de vencer em 2020 com a “Geração de Ouro” que contava com jogadores como Marcelo Pitaluga, Calegari, André, Martinelli, Luiz Henrique, João Pedro e Marcos Paulo.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Além do primeiro jogo nacional, CT de Xerém tem recebido melhorias

Localizado no município de Duque de Caxias — a 40km da capital — o Centro de Treinamento Vale das Laranjeiras é a casa das divisões de base do Flu desde 1999. A área total tem mais de 120 mil m² e sete campos, sendo um de grama artificial. O CT de Xerém hoje comporta mais de 400 jovens com idade entre 9 e 20 anos.

Embora o Flu já apresente um trabalho de referência nas categorias de base, a estrutura, ainda assim, vem passando por melhorias nos últimos anos. Como, por exemplo, a construção da sala do novo Departamento de Captação e do CIAM (Centro de Informação e Apoio Metodológico). O clube também crioi um espaço de Recovery e Suplementação, com cinco banheiras, uma sala de jogos eletrônicos. Reformou a sala da diretoria e reuniões. Construiu uma área para exposição de troféus. E, por fim, um consultório de tratamento odontológico, em parceria com a Orthopride, além do espaço de Recovery Avanutri.

ST


Compartilhe

Lucas Meireles

Jornalista formado pela UFRRJ, apaixonado por esportes e pelas boas histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.