SOB A LUZ DO REFLETOR – O Que Dizer Nesse Momento?

Compartilhe

O Futebol é muito doido mesmo. Eu não sei se peço demissão, se peço desculpas ao Odair ou se passo a chama-lo de Odair Mourinho. Flu, depois da vergonhosa eliminação na Copa do Brasil, ganhou 7 de 9 pontos. “Ah são times que estão lá embaixo da tabela!” Ok, mas será que todos ganharão esses pontos? E não faz parte do campeonato, ter dificuldade com times melhores e facilidade com times piores? O fato é que o Flu do Odair Mourinho ganha pontos, mais do que era esperado diante das atuações que presenciamos.

Esse Fluminense me irrita muito na sua lentidão nas trocas de passes, na falta de objetividade, na falta de triangulações, movimentações e jogadas para o objetivo final…mas é o segundo melhor ataque da competição. Como? Eu não sei explicar.

Odair comete as maiores insanidades possíveis, como no clássico contra o Botafogo, que ao estar vencendo por 1 x 0, me tira o único jogador de velocidade do time, que era o Pacheco e coloca um terceiro volante (Yago). Naquela altura nossos contra ataques ficaram para os jovens e velozes Nenê e Fred. É aceitável? Não, e acabamos empatando e irritando a torcida tricolor. Mas estamos em sexto. Muito confuso isso!

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Nossas eliminações da Sula e Copa do Brasil são marcas dolorosas na torcida e mancham demais a ficha do nosso treinador. Já no campeonato Brasileiro estamos fazendo um bom papel. Satisfeito eu não estou, porque o Fluminense precisa pensar maior do que nossos comandantes pensam. É nítido que se nos mantivermos longe do Z4, nosso presidente e diretoria estarão satisfeitos, até o Odair também. O Fluminense precisa pensar grande, jogar como time grande e vencer os jogos que por muitas vezes está no nosso colo e deixamos escapar.

Contra o Goiás, pensamos grande. Apesar do fraco primeiro tempo, a postura do time no segundo me agradou. Não só fez o segundo gol, com brilhante conclusão do Fred, como manteve a marcação mais alta, pressionando o adversário, mantendo a posse de bola e não recuando. Foi assim que saiu o gol do Nenê, numa roubada de bola próxima a área adversária. Isso é postura de time grande. Estar ganhando o jogo e ir atrás para aumentar a vantagem e garantir o resultado. Não é quando achar um gol, entrar com volantes e recuar o time para dentro da área. Isso é postura de time pequeno, de time covarde e que irrita profundamente o torcedor. Invariavelmente dá errado e somos castigados com gols adversários.

Odair, se você conseguir manter essa postura de time grande, na maioria dos jogos, terá o apoio da torcida, tenha certeza. Não hesite em colocar nossos meninos em campo. Nosso elenco não é essas coisas e as vezes a solução está na base. Daniel na lateral direita fez mais em minutos do Julião o jogo todo, por exemplo.

A conclusão, após algumas subidas e descidas dessa gangorra emocional é que nosso treinador não será demitido…a não ser que o time tenha uma queda brutal na tabela e passe a flertar com o Z4. Dito isso, é com Odair Mourinho que nós vamos e que ele entenda a grandeza do Fluminense, acertando mais do que errando. A posição na tabela está boa, mas pode melhorar.

Toque Curtos:

  • Que gol do Don. Felipe Cardoso vai nascer de novo e não fará um desses.
  • Dodi, apesar da novela da renovação, se mantém focado e com bela atuação novamente.
  • Temos bons zagueiros, mas não dá para tomar aquele primeiro gol. Nino e Digão olhando o Heman concluir, marcando a bola, olhando para bola cruzada e esquecendo o jogador. Não pode!
  • Dr. Secador acredita que nosso elenco só perde para 2 times, Fla e Palmeiras. Até o Galo ele diz que é japonês. Menos Dr. Secador, menos. Era melhor quando vc fazia o papel de corneteiro.
  • A entrevista do Odair deixou claro o medo de arriscar, quando comentou que levamos o primeiro gol quando erramos com a bola. Faz parte Odair! Se não arriscar também não vai ganhar. Arrisca Mourinho, vai com tudo!

SDT


Compartilhe

294 thoughts on “SOB A LUZ DO REFLETOR – O Que Dizer Nesse Momento?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *