No encontro de duas das melhores bases do mundo, Sub-16 do Fluminense bate o Southampton, na Inglaterra

Compartilhe

Após a conquista da Heemskerk Cup, o Sub-16 do Fluminense seguiu para a Inglaterra. No primeiro compromisso na terra da Rainha, a equipe derrotou o Sub-17 do Southampton, em amistoso disputado no Snows Stadium. Os gols tricolores foram marcados por Kaua Elias, Fabinho e Riquelme Felipe.

Além da partida, o Tricolor realizou uma série de treinos e reuniões de intercâmbio com a equipe da Premier League.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

“Foi uma semana muito proveitosa, fomos muito bem recebidos e tivemos atividades com o Southampton-ING. Nossos meninos treinaram com a equipe inglesa na terça-feira e nossa comissão técnica se reuniu com a deles para uma troca de experiências. Apresentamos nossa metodologia DNA Tricolor para a direção deles e eles nos apresentaram o trabalho que é realizado na academia de formação deles”, disse o diretor executivo da base Antônio Garcia.

Na terça-feira, o Sub-16 do Fluminense treinou com o Sub-17 do Southampton, comandada pela comissão da equipe inglesa, o que pôde proporcionar aos Moleques de Xerém uma experiência nova. Ainda na terça, o Coordenador Metodológico da Base, André Medeiros, apresentou a metodologia da base do Fluminense para a direção da base do Southampton, que elogiou bastante a forma como o Tricolor trabalha em sua base.

“Foi uma partida muito boa. Não só pela nossa vitória, mas principalmente pelo ritmo do jogo, com uma intensidade muito grande, típica do futebol inglês atual”, contou Antônio Garcia.

O jogo marcou o encontro de duas das melhores categorias de base do mundo do futebol. O Southampton, que está há alguns anos na Premier League, é uma referência mundial na formação de atletas e na contratação de atletas jovens e promissores para se desenvolver na sua equipe. A equipe de captação do clube inglês foi que apostou em talentos como Van Dijk, Sadio Mané, Dejan Lovren, Grazziano Pellè, Hojbjerg, Morgan Schneiderlin, Nathaniel Clyne e Victor Wanyama – todos esses, somados, renderam mais de uma bilhão de reais aos cofres do clube após suas vendas.

O holandês Van Dijk tornou-se no zagueiro mais caro da história — Foto: Getty Images
O holandês Van Dijk tornou-se no zagueiro mais caro da história — Foto: Getty Images

Em relação à formação, – as mais recentes – o Southampton revelou atletas como Gareth Bale, Theo Wallcott, Alex-Oxlade Chamberlain, Adam Lallana, Luke Shaw, Calum Chambers, James Ward-Prowse e Matt Targett. Sobre o passado, Matt Le Tissier e Alan Shearer foram os grandes nomes que saíram da base dos Saints.

ST


Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.