FRED, O RETORNO DO IDOLO (MARIO NETO)

Compartilhe

Na volta do Fred ao Fluminense, algumas coisas precisam ser ditas. A primeira delas é que estão dizendo um monte de “abobrinhas” sobre isso, do tipo “quem espera que o Fred de hoje seja o mesmo artilheiro, o mesmo jogador de tempos passados vai quebrar a cara”. Será que alguém que tenha um mínimo de bom senso acha isso? Claro, é óbvio que não, talvez  só os idiotas, como diria Nelson Rodrigues.  Todos sabem das limitações físicas do Fred atualmente, das dificuldades que ele terá daqui para frente até o final de sua carreira. Agora, tecnicamente, não tenho a menor dúvida de que ele ainda acrescentará muito, bota muito nisso, apesar dos seus trinta e seis anos. Ou será que o Matheus Alexandro, por exemplo, resolverá os problemas ofensivos do Fluminense? Tenho um grande amigo, meu xará, Mario Rodrigues (mais conhecido como Mario Presidente), que não dorme mais, continua uma fera por causa desta volta do Fred. Seu argumento é que o Fred não jogará mais de 20% das partidas. Contra argumentei, que isso já está de bom tamanho, para quê! Ouvi o que não queria.

Outro argumento usado contra este retorno é que como o Fluminense, que está atravessando uma crise financeira, vai pagar um jogador caríssimo como Fred? Estes “jornalistas” deveriam pelo menos frequentar o clube uma vez o outra, para não falarem bobagem. Já ouvi gente dizendo que o Fred vai receber 400 mil reais por mês! É muita bobagem. Estas pessoas deveriam ter só um pouquinho de semancômetro, afinal são formadores de opinião, pelo menos é que dizem. Segundo pessoas desta administração Fred receberá por mês 75 mil reais e mais por produção. Estes “profetas do apocalipse” alegam também  que como Odair Hellmann escalará Ganso, Nenê e  Fred no mesmo time? Primeiro, ele não deverá fazer isso e segundo ele é pago para resolver isso.

Em questão de dias o site globoesporte.com publicou uma  lista dos 10 maiores ídolos do Fluminense de todos os tempos. Pelo jeito é uma seleção feita por quem (pelo menos 80% ou mais) não entendem nada, lhufas, da história do meu Tricolor. Concordo com os três primeiros, Castilho, Fred (mandado embora do clube pelo fatídico Presidente Peter Siemens, e a sua deplorável gangue Flu-Sócio) e o Assis. Agora, deixar de fora o Tim (talvez tenha sido o maior ídolo, juntamente com Castilho; o problema é que estes votantes sequer leram um livro da história do clube) Valdo, Altair, Samarone, Denílson, Paulo Vitor, Ricardo Gomes, Conca, Orlando Pingo de Ouro e Pinheiro, entre outros, preteridos para  Edinho, Renato (tudo bem pelo gol de barriga),  Washington, o do casal 20 (grande jogador, mas não dá para colocá-lo entre os 15 maiores ídolos). No “frigir dos ovos” uma seleção dos maiores ídolos, no seu total muito aquém do esperado, muito injusta, muito infeliz entre outras coisas. Mas para quem não sabe nada do Fluminense e nem se preocupou em estudá-lo, dá para entender.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

ST


Compartilhe

8 thoughts on “FRED, O RETORNO DO IDOLO (MARIO NETO)

  • 05/06/2020 em 07:38
    Permalink

    Concordo plenamente que essa eleição de ídolos não conheceu os craques que tivemos. Mas teve outra eleição dos maiores técnicos e até nomearam aluns muito bons mas novamente deixaram de fora o Tim que foi tão bom técnico quanto foi ótimo jogador e novamente talvez o melhor deles.

    Resposta
  • 05/06/2020 em 18:42
    Permalink

    Concordo em número, gênero e grau! Essa é a falta de cultura desse povo que não preserva e tampouco valoriza o passado. Caberia ao fluminense criar uma campanha que homenageasse a cada ano um jogador ou uma formação do passado. Isso seria fantástico. Isso cria identidade, cria sentido de pertencimento, de agradecimento. Todos nós precisamos entender que sem aqueles que lutaram no passado, o presente não existiria.

    Resposta
  • 06/06/2020 em 19:45
    Permalink

    Concordo com quase tudo que disse, mas discordo ao dizer que Edinho não esta entre os idolos do Fluminense, tenho 57 anos e posso afirmar que na epoca em que jogou no Fluminense Edinho foi muito dolo, além de um grande jogador, que recém saído dos Juvenis entrou como titular da Maquina no ano de 1975 e 1976 e por ali seguiu muitos anos, era símbolo da garra que a torcida adorava, além de ser um excelente jogador. Quanto ao Renato eu também concordo que não é um dos principais ídolos e sim o símbolo de um dos títulos mais dramáticos conquistado em cima do seu maior rival. Quanto a imprensa eu já esperava pois é formada por torcedores rivais e não entendem nada de futebol, alguns entendem do jogo mas não do esporte FUTEBOL, afinal qual o clube hoje no Brasil que tem um ídolo com a identificação junto a torcida que Fred tem ?, acho que depois da aposentadoria do Rogerio Ceni, Fred é o único jogador no Brasil que pode ser considerado IDOLO por tudo que já passou e conquistou com o Fluminense. A felicidade estampada no rosto dele ao se aproximar da laranjeiras cantando a musica do Nando Reis foi emocionante. O reencontro com a torcida no maracanã quando acontecer vai ser uma das coisas mais bonitas já vistas no futebol brasileiro. Abraços e parabéns pelo ótimo texto.

    Resposta
  • 24/10/2021 em 09:47
    Permalink

    ドール リアル Finding eco-friendly WMDoll is no longer a difficult task All good companies use high quality materials to create realistic sex dolls. The answer is that you can get hig

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *