Flunel do Tempo — Há 7 anos, Fluminense vencia Santos na Vila Belmiro e se aproximava do G4

Compartilhe

Faz tempo desde que o Fluminense ganhou do Santos na Vila Belmiro pela última vez. O torcedor tricolor pode não lembrar, mas aconteceu há quase exatos sete anos, no dia 22 de Outubro de 2014. Com gol salvador do volante Edson aos 45 do segundo tempo, o Tricolor venceu, fora de casa, o Peixe por 1 a 0.

Além das datas próximas, outras coincidências cercam os dois jogos. Assim como de time de Marcão em 2021, o Fluminense de Cristóvão Borges sonhava com uma vaga na Libertadores. Em 2014, a vitória sobre o Alvinegro Praiano fez com que o time terminasse a 30ª rodada com 48 pontos e a três do G4. Enquanto que hoje, um resultado positivo no confronto atrasado da 23ª rodada pode levar o time ao G6 pela primeira vez no Brasileirão 2021. Diferentemente do Santos, que na época também brigava pelo G4 e hoje está na zona de rebaixamento.

Além disso, o Fluminense vai estar desfalcado de Fred. Em 2014, o centroavante, lesionado, também não atuou, sendo substituído por Walter.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Por fim, a última coincidência. Kenedy — que se chama Robert Kenedy — entrou no segundo tempo da partida. Enquanto hoje, o Flu pode ter o John Kennedy como titular (Foto: Ricardo Saibun/ Photocamera)

Mas chega de procurar coincidências. Vamos ao jogo.

Em jogo de pouco de inspiração, Fluminense vence Santos na Vila Belmiro

Sem Diguinho, Cícero e Fred, o Fluminense viu um Santos melhor durante a primeira etapa na Vila Belmiro. Logo no primeiro minuto, Gabriel Barbosa recebeu de Robinho e chutou para a defesa de Diego Cavalieri. Aos 4, Geuvânio cobrou falta com perigo, mas o goleiro com maior número de jogos pelo Tricolor novamente defendeu.

Aos 26, Rildo recebeu de Robinho e bateu para fora. E — na melhor chance do Peixe na primeira etapa — a bola sobrou nos pés de Gabriel, que acertou o travessão. Terminando assim um primeiro tempo de poucas oportunidades de gol.

Já no segundo tempo, o Flu voltou melhor. Guilherme Mattis, de cabeça, quase abriu o placar aos 8 minutos da etapa complementar. Aos 26, o argentino Dario Conca cruzou e Marlon cabeceou com perigo, mas para fora. Mesmo sem criar muito, o Fluminense via o gol amadurecendo. E veio com emoção.

Quando o árbitro Francisco Carlos do Nascimento já indicava os acréscimos, Wagner encontrou Chiquinho aberto na esquerda. O lateral então cruzou rasteiro para o volante-artilheiro Edson aparecer como elemento-surpresa e desviar para o fundo das redes. 1 a 0 Flu.

Edson comemorando o gol da vitória do Fluminense sobre o Santos na Vila Belmiro pelo Brasileirão de 2014
O volante — que hoje defende o Al-Qadisiya, da Arábia Saudita — marcava o seu terceiro gol com a camisa tricolor em 2014. Ao todo, Edson balançou as redes 10 vezes enquanto defendeu o Fluminense (Foto: Ricardo Saibun/ Photocamera)

Como dito, a vitória fez o Fluminense se aproximar do G4. Mas o Tricolor não conseguiu manter o ímpeto na reta final e após alguns tropeços, terminou na sexta posição com 61 pontos, oito atrás do Corinthians que ficou com a última vaga.

Ficha técnica

Data: 22/10/2014

Local: Vila Belmiro, Santos-SP

Público: 6.178 torcedores

Renda: R$ 142.010,00 reais

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL/FIFA)

Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC/FIFA) e Carlos Berkenbrock (SC/ESP-1)

Cartões amarelos: Mena e Rildo (S); Guilherme Mattis (F)

Gol: Edson (45min/2ºT)

Santos: Aranha, Cicinho, David Braz, Edu Dracena e Mena; Alan Santos, Arouca, Robinho; Geuvânio (Patito Rodríguez), Gabriel Barbosa (Leandro Damião) e Rildo (Souza). Técnico: Enderson Moreira.

Fluminense: Diego Cavalieri, Jean, Guilherme Mattis, Marlon e Chiquinho; Valência, Edson, Conca e Wagner; Rafael Sóbis (Kenedy) e Walter. Técnico: Cristóvão Borges.

ST


Compartilhe

Lucas Meireles

Jornalista formado pela UFRRJ, apaixonado por esportes e pelas boas histórias.

2 thoughts on “Flunel do Tempo — Há 7 anos, Fluminense vencia Santos na Vila Belmiro e se aproximava do G4

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.