Fluminense tem parte da premiação do Brasileirão penhorada pela justiça

Compartilhe

A premiação que o Fluminense irá receber da CBF por terminado na 5º posição do Brasileirão sofreu uma penhora por ordem judicial. A informação saiu primeiro no blog do jornalista Ancelmo Gois e foi confirmada pela nossa reportagem. A 54ª Vara do Trabalho do Rio determinou o bloqueio de R$184 mil que será para pagar uma dívida trabalhista do clube com o lateral-esquerdo Júlio César, que jogou pelo Tricolor nos anos de 2010 a 2012.

Por ter terminado entre os cinco primeiros, a equipe carioca levou R$ 26,4 milhões em premiação só pelo Campeonato Brasileiro. Foi confirmado pela nossa reportagem que o pedido foi feito pelo advogado no final de janeiro, mas a decisão foi proferida no dia 23 de fevereiro. Na época que Tiago Silveira, representante do atleta na justiça, entrou com o pedido contra o Fluminense, a equipe carioca estava em 7º lugar na competição.

Júlio César sendo apresentando como novo reforço tricolor. Foto: Reprodução/UOL

JÚLIO CÉSAR

Com a camisa do Flu, o lateral participou de 66 jogos – juntando Brasileirão, Carioca, Copa do Brasil e Libertadores. Balançou as redes quatros vezes e ficou em campo por 4420 minutos. Seu histórico vestindo o manto é positivo. Saiu com a vitória em 41 jogos, empatou nove e perdeu 16 partidas no total. Quando assunto é título, Júlio César levantou o caneco do Brasileirão de 2010 pelo Fluminense.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Foto Destaque: Reprodução


Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.