Fluminense paga um mês de salários a Miguel e Marcos Paulo

Compartilhe

A diretoria Tricolor acertou um mês de salários – referentes a setembro – com o meia Miguel e o atacante Marcos Paulo. O clube ainda deve dois meses atrasados para estes jogadores e três para o restante do elenco e funcionários do clube. MP tem contrato até junho de 2021 e Miguel até meio de 2022.

O Fluminense tomou a mesma estratégia no caso Pedro, o Tricolor quitou os atrasados com o atacante antes de pagar a dívida com o restante dos funcionários. O objetivo era conter a pressão do Flamengo, que tinha interesse e fez proposta. Dias depois, Mário acertou com demais jogadores e colaboradores do Flu.

Essa é apenas uma medida de precaução do Fluminense para não perder os jovens atletas, mesmo não tendo propostas oficiais de outros clubes. O Flu perdeu Scarpa para o Palmeiras por salários atrasados, após batalhas judicias o Tricolor recebeu 1,5 milhões de euros.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

A gestão de Mário Bittencourt vem fazendo esforços para pagar os salários atrasados. Tanto que quitou o décimo terceiro de 2018 e mais cinco salários. Nesta sexta o Flu completa três meses sem pagar aos funcionários.

Veja o que o mandatário Tricolor afirmou:

“Na semana passada recebemos um valor menor que entrou na conta do clube. Para não termos bloqueio neste valor, iniciamos o pagamento dos funcionários que ganham menos. Pagamos também boa parte dos prêmios das vitórias no campeonato com os jogadores. Iniciamos o pagamento dos salários do mês de setembro, mas sofremos um novo bloqueio judicial que travou nossa conta. Assim que liberarmos o bloqueio vamos reiniciar o pagamento da folha de setembro. Na semana que vem vamos regularizar as folhas em atraso. Estamos trabalhando para isso dia e noite.”

EM BREVE MAIS ATUALIZAÇÕES!

FONTE: HECTOR WERLANG / GLOBOESPORTE.COM


Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.