Faz o L! Germán Cano decide contra o Millonarios e Flu larga na frente na Pré-Libertadores

Compartilhe

Em partida iniciada às 21h30 desta terça-feira (22/02), o Fluminense fez sua estreia na Pré-Libertadores contra o Millonarios e largou na frente na eliminatória. O Time de Guerreiros triunfou na partida de ida do confronto de virada com gols de David Braz e do carrasco dos colombianos, Germán Cano. O resultado, ainda passou pelas mão de Fábio, responsável por defender uma cobrança de pênalti quando a partida estava 1×1.

Os onze iniciais

O técnico Abel Braga mandou a campo o que considera como força máxima. Com a volta de Nino a equipe, o Tricolor das Laranjeiras foi escalado com as novidades de Fábio e Calegari nos lugares de Marcos Felipe e Samuel Xavier, respectivamente.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Confira a escalação do Flu para a estreia na Pré-Libertadores:

Escalação do Fluminense para o jogo contra o Millonarios pela estreia na Pré-Libertadores
Foto: Divulgação

Primeiro tempo:

A primeira etapa do confronto entre Fluminense e Millonarios começou bem disputada, porém, com uma certa vantagem para os colombianos, acostumados com a altitude de 2.552m. O Tricolor, começou com uma surpresa em sua formação inicial, visto que Felipe Melo iniciou o jogo mais na faixa de meio campo e menos como um zagueiro, conforme visto nas últimas partidas. Desse modo, a primeira finalização da partida saiu aos três minutos em batida de fora da área da equipe colombiana, que passou longe do gol defendido por Fábio. Aos sete, no entanto, em contra-ataque iniciado na saída de bola do goleiro Álvaro Montero, o camisa 10 Daniel Ruiz acionou Sosa, que por sua vez, passou com facilidade pela defesa Tricolor e bateu colocado para abrir o placar do jogo. No lance seguinte ao gol do Millonarios, uma confusão envolvendo Felipe Melo e Sosa amarelou ambos os jogadores. O Millonarios se sobressaiu na estratégia nos primeiros 20 minutos e impôs muitas dificuldades para os comandados de Abel Braga. Aos 18 minutos, um fato mudou o rumo da partida. O meia-atacante Sosa, que havia recebido cartão amarelo em confusão com Felipe Melo, agrediu Willian Bigode com uma cotovelada e foi expulso. Após a expulsão, o Flu passou a ocupar mais o campo de ataque da equipe colombiana, com Felipe Melo aparecendo bem atrás nas interceptações e armando a equipe da defesa. Apesar do domínio Tricolor, faltou criatividade para as jogadas de ataque da equipe, principalmente entre o meio-campo. No que poderia ser a grande chance do Flu na partida, Fred avançou cara a cara com o goleiro, mas sentiu uma lesão e instantaneamente, caiu pedindo substituição. No final da primeira etapa, Yago Felipe armou batida colocada que parecia não provocar grandes dificuldades para o goleiro Alvaro Monteiro. No entanto, o arqueiro colombiano soltou a bola para o rebote de Luiz Henrique, que bateu mascado para o gol. Na sobra, David Braz chegou batendo para marcar o primeiro gol do Fluminense na Libertadores 2022. Ao término do primeiro tempo, o Flu ainda teve uma boa chance de ampliar o placar em boa finalização de Yago Felipe, bem defendida pelo goleiro do Millonarios.

Segundo Tempo:

O início da etapa complementar começou agitado. Os comandados de Abel Braga começaram com tudo e com pouco menos de um minuto, Luiz Henrique obrigou o goleiro Álvaro Montero a trabalhar. Na sequência, o Flu continuou em cima e após tabelinha entre Cris Silva e Jhon Arias, o lateral bateu cruzado com muito perigo ao gol dos “embaixadores”. Aos 47 minutos, entretanto, Yago Felipe derrubou Daniel Ruiz na área e o juiz argentino assinalou pênalti. Na cobrança, Fábio fez jus a sua fama de pegador de penalidades e foi buscar a cobrança no seu cantinho direito e manteu o empate no placar. Apesar da perda do pênalti, o Millonarios não se abateu e começou a pressionar o Tricolor. Apesar de jogar com um jogador a menos, os colombianos passaram a ocupar o campo de defesa do Fluminense, que por sua vez, teve jogadores começando a apresentar desgaste físico devido a altitude de Bogotá. O time da casa dominou a posse de bola na primeira metade do segundo tempo e impôs dificuldades para os comandados de Abel, que foram empurrados para seu campo de defesa. Aos 29 minutos, uma substituição foi responsável por virar o jogo, que se desenhava dramático para o Flu. Isso porque em pouco tempo em campo, Martinelli armou jogada de velocidade para Luiz Henrique, que nas costas da zaga colombiana, colocou Germán Cano em ótimas condições para virar o jogo para o Flu. O argentino, que possui fama de carrasco do Millonarios, não pestanejou e fez Fluminense 2×1 Millonarios. Após o gol, o Millonarios sentiu o golpe e o Flu passou a administrar a vitória. A equipe Tricolor ainda chegou perto de ampliar o placar com Luiz Henrique e Germán Cano, porém o resultado se manteve o mesmo.

Germán Cano decidiu para o Flu na estreia da Libertadores
Germán Cano marcou o gol da primeira vitória Tricolor na Libertadores 2022 – Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

O próximo adversário do Fluminense será o Vasco, às 17h, neste sábado, no estádio Nilton Santos. Após a vitória no jogo de ida da segunda fase da Pré-Libertadores, Fluminense e Millonarios voltam a se encontrar na próxima terça-feira, dia 1° de março, às 21h30, em São Januário, pela volta da eliminatória.

ST

 


Compartilhe