SOB A LUZ DO REFLETOR – Fogo Amigo Tira 2 Pts Do Flu

Compartilhe

Marcão bateu recorde de invencibilidade na segunda-feira, contra o Cuiabá fora de casa, mas dificilmente algum tricolor gostou do resultado. Na verdade foram 2 pontos importantes jogados no lixo, que podem sim fazer muita falta no futuro.

Marcão acertou o Fluminense depois dos meses perdidos com o Roger. Time evoluiu rápido, relembrando o período final do campeonato brasileiro 2020, com menos chutão, tentando ao máximo sair jogando e com uma compactação muito maior do que estava com o ex-professor. Marcão não mudou muito seu estilo e continua com o mesmo problema: Mexe muito mal no time!

Jogo  controlado, Flu faz 2 x 0 sofrendo nenhum ataque do adversário, foi quando começou o fogo amigo. Samuel Xavier, conhecido como Samuca, cometeu um dos pênaltis mais bobos que eu já vi na minha vida. Um carrinho, no meio da área, deslizando por segundos e sem esticar a perna. Meu Deus, o que deu na cabeça desse sujeito. Tenho para mim que se ele estica as pernas, ele pega na bola, mas nem isso ele foi capaz de fazer. Foi deslizando, meio que em câmera lenta e o adversário observando… não foi difícil se manter na frente e ser derrubado. Erro absurdo que trouxe os caras para o jogo, quando até uma goleada poderia acontecer.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Depois do 2×1 Marcão voltou a comandar o que vemos no Flu há anos: Um recuo exagerado para defender a casinha. Jogamos de novo dentro da área, defendendo um 2×1 ainda no primeiro tempo. Precisa mudar essa mentalidade para ontem.

Veio a segunda etapa e gostei do novo posicionamento. Flu marcava mais alto e até roubava umas bolas perto da área adversária, voltava a controlar o jogo, mais no campo deles do que do nosso e ai veio o VAR. Primeiro é preciso destacar a inércia do Caio Paulista, caído na área por “horas”, como se estivesse fazendo um drama para receber um pênalti numa trombada… com o próprio companheiro, Luís Henrique, que levantou na hora. Caio ficou lá, sentado, na pequena área, olhando a jogada acontecer. Aí veio o gol e com ele a anulação, alegando interferência do Caio. Já tem imagens claras que o goleirão conseguia ver a bola saindo do pé do Nonato, mas contar com o VAR sempre é ruim para o Flu.

Mas o pior ainda estava por vir. Big Mark começou as suas substituições e não satisfeito em não ter escalado o Arias como titular, sendo evidente que o colombiano melhora muito a armação das jogadas ofensivas do time, ele coloca o “pançudo” Cazares e o inoperante Lucca. Não é possível mexer tão mal assim. Cazares está nitidamente fora de forma, não dá um pique se quer, não está nem aí para o jogo. Enquanto Lucca não consegue acertar nada e nem marcar direito faz. Marcão disse que colocou Lucca para ajudar na marcação, aí ele leva um tranco, perto da bandeirinha, cai de maduro e sai o cruzamento. Samuel Xavier, o Samuca, vira as costas bisonhamente e sai o gol de empate. Muito irritante.

Aos 32 Big Mark tenta consertar e lança Arias e Jonh Kennedy. Flu melhora muito em segundos, com boas chances de gol perdidas por Lucca e Cazares, deve ser coincidência. Não é possível que o nosso professor não tenha percebido que o Arias melhora demais nossa criação. O colombiano tem domínio de bola, velocidade, procura a tabela o tempo todo e dá outro dinamismo ao time. Jonh Kennedy está voando no sub 20 precisa de mais espaço no profissional para evoluir e se adaptar. É obviamente melhor apostar no talento e na adaptação do Jonh Kennedy do que no confuso e fraco Lucca.

O golpe final veio na roubada de bola de Yago, que passa a Cazares, que dá um passe horroroso buscando JK, quando poderia ter chutado ou rolado para a direita, na sequência mão na bola do zagueiro. VAR II, a Revanche: Os caras chamam o juiz para ver uma cotovelada muito difícil de enxergar e o adversário leva um justo cartão vermelho, mas a mão na bola, dentro da área, é totalmente ignorada. Se comparar com o pênalti marcado contra o Galo, é de deixar qualquer um enlouquecido. Mais uma do VAR.

Nos 2 pontos jogados fora, temos uma grande preocupação. Uma só porque o VAR não podemos fazer nada e as outras situações passam pela mesma pessoa: Big Mark. Se Marcão não melhorar sua leitura de quem deve começar jogando, mas principalmente melhorar suas substituições….não tem jeito, vamos jogar vários pontos fora. Samuca não podia ter sido escalado na frente do calegari, que fez um ótimo jogo contra o São Paulo. Arias não pode ser reserva ou entrar depois do Cazares. Lucca simplesmente não pode entrar. JK tem que entrar mais cedo. Flu não pode recuar sempre que faz um gol, que vício é esse. Isso tudo passa pelo Marcão, que sim, melhorou nosso Fluminense, mas queremos mais.

Toque Curto:

  • Muito boa a atuação da diretoria no caso Daniel Alves. A tentativa de contratação de um jogador, que será provavelmente titular da seleção brasileira, que acabou de ser campeão olímpico e ainda joga em alto nível, é animadora e mostra que essa direção deseja aumentar o sarrafo das contratações. Chegou até o limite do clube e teve proposta recusada. Bom saber também que temos caixa e, junto com a barca de final de ano, teremos condições de trazer jogadores que venham para titularidade, para fazer diferença. Rezemos.
  • O que acontece com nossa preparação física que traz “atletas” como o Cazares e Wellington com suas formas redondas para o campo. Inadmissível escalar jogadores assim e deveria já ter o veto da preparação física.
  • Caio Paulista não retornou bem e Samuel Xavier está mal também. Arias e Calegari vão melhorar o time.
  • Já na lateral esquerda está complicado. Não sei nem que escalar, só entendo que vai ser sempre sofrido por ali, qualquer um dos dois que entrar é ruim para o Flu.
  • VAR podia dar uma trégua, ficar umas rodadas sem se manifestar, só para gente sentir saudades dele. Como erram.

SDT

 


Compartilhe

8.195 thoughts on “SOB A LUZ DO REFLETOR – Fogo Amigo Tira 2 Pts Do Flu