Do fundo do poço até a glória – Há 25 anos, Flu e City viviam seus piores momentos na história. E agora, duelam pelo sonho do Mundial

Compartilhe

Fluminense e Manchester City fazem a final da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2023 na próxima sexta-feira (22). Curiosamente, na data em que a equipe brasileira disputou a sua semifinal, faziam exatos 24 anos do empate contra o Serra, do Espírito Santo, em 18 de Dezembro de 1999, pela Série C, resultado que dificultava a vida tricolor rumo ao acesso. Já a equipe inglesa fez sua semifinal em 19 de Dezembro, data que em 1998 marcou o momento de maior baixa da história dos blues, ao perder para o York City e ocupar a 12ª colocação da terceira divisão inglesa. Fato é: se em 1998, Flu e City eram rebaixados para a terceira divisão de seus países, agora, 25 anos depois, conquistam o maior título de seus continentes pela primeira vez e duelam pelo mundo em Jeddah, na Arábia Saudita.

Foto: Reprodução / Acervo O Globo
Foto: Reprodução / Acervo O Globo

O empate tricolor contra o Serra pelo quadrangular final da Série C deixava o torcedor preocipado em permanecer mais um ano no fundo do poço, mas os comandados por Carlos Alberto Parreira, treinador campeão da Copa do Mundo com o Brasil cinco anos antes e que topou o desafio de reerguer o seu clube do coração, conquistaram o acesso no jogo seguinte. O Fluminense foi a campo com: Diogo, Flávio (Jorge Luiz), Alexandre Lopes, Emerson e Paulo César, Marcão (atualmente na comissão técnica permanente da equipe tricolor), Válber, Marco Brito (atualmente Coordenador Técnico da equipe feminina do Flu) e Yan, Magno Alves (Róbson) e Roni (Julio César).

Desde o acesso até o Mundial de Clubes deste ano, o Fluminense, além de não ter sido rebaixado novamente. conquistou duas vezes o Campeonato Brasileiro, uma vez a Copa do Brasil, cinco vezes o Campeonato Carioca, uma vez a Libertadores, além de ter jogado três finais continentais.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

Foto: York Press / Reprodução
Foto: York Press / Reprodução

A derrota do Manchester City em 1998 para o York City é considerada o fundo do poço na história do clube: nunca os blues estiveram tão longe das primeiras colocações das competições inglesas como ao final daquela rodada, quando ocupou a 12ª colocação da terceira divisão. Era a pior crise financeira da história do clube, que havia sido rebaixado para a segunda divisão em 1996 e para a terceira divisão em 1998. Os citizens conseguiram o acesso e voltaram à segunda divisão na temporada 1999/2000, onde também subiu e voltou a disputar a Premier League em 2000/2001, mas caiu novamente. O retorno em definitivo à elite aconteceu em 2002.

No novo século, o City foi comprado pelo fundo de investimentos Abu Dhabi United Group e desde então venceu sete vezes a Premier League, três vezes a Copa da Inglaterra, seis vezes a Copa da Liga Inglesa e três vezes a Supercopa da Inglaterra. Em 2023, as primeiras conquistas continentais: a Liga dos Campeões da Europa e a Supercopa da Europa.

Fluminense e Manchester City fazem sua primeira participação em um Mundial de Clubes e vão a campo decidir o campeão na sexta-feira (22), às 15h, com transmissão da TV Globo e da CazéTV.


Compartilhe

17 thoughts on “Do fundo do poço até a glória – Há 25 anos, Flu e City viviam seus piores momentos na história. E agora, duelam pelo sonho do Mundial

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *