Chegada mais cedo, artilheiro argentino, invencibilidade e desfalques – Como chega o The Strongest para o jogo contra o Flu

Compartilhe

Adversário do Fluminense na segunda rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, The Strongest chegou ao Rio de Janeiro embalado na competição. Após uma vitória de 3 a 1 diante do River Plate, na Bolívia, e sem perder nenhum jogo oficial no ano, a equipe comandada por Ismael Rescalvo entra em campo nesta terça-feira com a missão de parar a sequência da equipe tricolor.

O técnico espanhol concedeu entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira em um hotel na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro e falou sobre como pretende frear o potente ataque do time mandante:

“Sabemos o momento que atravessa o Fluminense, fazendo muitos gols nos últimos jogos, que ofensivamente chega muito fácil na área, então temos que defensivamente estar muito fortes a nível individual para os duelos contra Arias, Keno, Cano, Ganso.”

A equipe boliviana chegou no Brasil três dias antes da partida. Segundo o treinador, é uma tentativa de acostumar os jogadores com o clima quente e a umidade, não com a altitude.

Você conhece nosso canal no YoutubeClique e se inscreva! Siga também no Instagram

“A diferença que temos é a umidade e o calor, e nos permite ter dois dias de adaptação para o jogo. (…) Vai nos fazer sentir mais cômodos.”

O treinador da equipe boliviana está acostumado a enfrentar gigantes. Ezequiel comandou o Ind. Del Valle em 2018 e 2019, e fez parte da reconstrução do clube. O espanhol saiu do time equatoriano antes da conquista da Copa Sulamericana para dirigir o Emelec, onde fez frente ao Flamengo de Jorge Jesus, sendo eliminado nos pênaltis pelas oitavas de final da Libertadores dentro do Maracanã.

Como os destaques da equipe no ano, três jogadores chamam atenção. O goleiro da seleção boliviana Guillermo Viscarra, e os atacantes Junior Arias e Enrique Triverio, que são as opções mais perigosas de Ismael para agredir a meta de Fabio.

Autor de dois gols na partida contra o River Plate, Enrique (34) está em boa fase, com seis gols marcados em sete partidas. Por outro lado, o Uruguaio Junior Arias tem cinco gols em oito jogos. Vale destacar que ambos os jogadores disputam a posição de centroavante, mas a opção para a partida desta terça-feira deve ser Enrique. O paredão de 30 anos é considerado o melhor goleiro que atua na Bolívia, tem boa envergadura (1,92m) e está na sua terceira temporada atuando pelo The Strongest. Guillermo não está desacostumado a jogar no Brasil, pois começou sua carreia no Esporte Clube Vitória, da Bahia. O goleiro deu entrevista coletiva na última semana, e projetou o duelo contra Cano e Fluminense:

“Faz gols por todos os lados. Espero que não seja o caso contra nós. Temos que estar atentos, cada um fazendo seu trabalho.

Estava em casa e vi o jogo contra o Flamengo, é uma equipe muito forte, umas das melhores da América do Sul.”

Para a partida, a equipe boliviana tem quatro desfalques. Se tratam do argentino Luciano Ursino, Chura, atacante de 21 anos e a dupla de zagueiros, José Maria Carrasco e Pablo Pedraza, capitão da seleção boliviana. Todos estão lesionados e não enfrentam o Fluminense.

Ambas as equipes brigam pela primeira colocação do Grupo D. A bola rola no estádio Maracanã às 19h (horário de Brasília) com transmissão exclusiva do serviço de streaming Paramount +.


Compartilhe

44 thoughts on “Chegada mais cedo, artilheiro argentino, invencibilidade e desfalques – Como chega o The Strongest para o jogo contra o Flu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *