CALMA NESTA HORA (MARIO NETO)

Compartilhe

Somos favoritos sim para a decisão contra os equatorianos da LDU, mas muita calma nesta hora, nada de obrigação, sei que as redes sociais não são termômetros para sabermos com precisão, muito pelo contrário, o que acontece com o nosso time de coração. Depois da derrota para o nosso rival, nada mais presta, as contratações foram horríveis, para não dizer outra coisa, enfim, está tudo indo de mal a pior. Sei que não devia perder meu tempo com algumas dessas redes sociais que adoram fazer terrorismo, existem exceções (poucas, mas existem) como demonstraram depois do Fla- Flu, mas não tem jeito: a idiotice ainda me incomoda, quase sempre. Nenhum destes “jênios” (com j mesmo) citaram uma linha sequer que os gols do rival saíram no segundo tempo, quando Diniz foi obrigado a mudar toda a defesa. Mesmo jogando abaixo do que podíamos no primeiro tempo o jogo terminou zero a zero.
Guga e Tiago Santos, que jogaram o tempo todo lá em Quito, não suportariam os noventa minutos, pediram para sair antes do início da fase final, Marlon segundo Diniz sentiu o joelho, isso tudo obrigou o nosso técnico a mudar tudo, só deixou o Diogo Barbosa em campo, mesmo que este também tenha demonstrado cansaço. Como não tinha reserva para o Guga, Diniz improvisou o Alexsandro na lateral direita, posição em que jamais tinha atuado até então. E não deu certo (o primeiro gol do Fla, saiu justamente pelo seu lado), como já acontecera com vários ótimos laterais esquerdos, que praticamente sucumbiram do lado inverso, como o Mariano, Gabriel, Bruno. Só me lembro de um que realmente tirou de “letra” esta mudança de posição no Fluminense: Paulo Cesar, que veio do rival e jogou muito nas duas laterais.
Voltando “à vaca fria”, ou seja, à decisão amanhã contra a LDU, estou mais preocupado do que deveria (efeitos das redes sociais certamente, eu deveria não levá-las em conta, eu sei, como dizem meus amigos) que a consideram “favas contadas”, OBRIGAÇÃO, a vitória e por que não uma goleada amanhã. Espero que os nossos torcedores não se deixem levar por este otimismo exacerbado. Somos sim favoritos com já disse, mais espero que a galera tenha mais juízo do que os frequentadores das redes sociais. Precisaremos muito da arquibancada amanhã, principalmente caso o gol demore a sair. Nos noventa minutos nas últimas partidas aqui no Mario Filho ganhamos deles, por isso muita calma nesta hora. Tomara que o comportamento dos tricolores seja parecido com o que vimos na decisão da Libertadores (apoiando do início ao fim, mesmo depois do gol de empate do Boca). A LDU tem um bom time, muito superior a vários dos considerados pequenos do nosso campeonato estadual, sem falar da tradição que para mim vale muito, todo cuidado é pouco. Sem sofrimento não é o nosso Fluminense, é a nossa rotina.
Só saberemos os titulares amanhã, embora Fernando Diniz diga que o time deve ser o mesmo da derrota em Quito. Nas entrevistas depois do clássico Diniz “garantiu” que a exceção do Felipe Melo é dúvida. De quebra poderemos ter Samuel Xavier de volta. Confesso que a minha tranquilidade faz parte do passado. Ah! Estas redes sociais! _____________________________


Compartilhe

55 thoughts on “CALMA NESTA HORA (MARIO NETO)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *